DIAGNÓSTICO DO RISCO DE DEGRADAÇÃO DOS GEOSSÍTIOS DE INTERESSE PALEONTOLÓGICO EM GEOSSÍTIOS DA QUARTA COLÔNIA (RS)

  • Djulia Regina Ziemann Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Geografia da Universidade Federal de Santa Maria/RS
  • Adriano Severo Figueiró Docente do Programa de Pós Graduação em Geografia da Universidade Federal de Santa Maria/RS
Palavras-chave: Patrimônio Paleontológico. Risco de Degradação. Projeto Geoparque Quarta Colônia.

Resumo

Os fósseis da região da Quarta Colônia na Mesorregião Centro-Oriental Rio-Grandense, têm sua importância reconhecida internacionalmente por tratarem-se de um registro bem preservado do Período Triássico. Todavia, o estado de abandono e os danos causados em muitos geossítios de interesse paleontológico são motivos de preocupação, pois há um alto risco de destruição do geopatrimônio, o que poderá impedir que os fósseis venham a estar disponíveis para pesquisas e desta forma de contarem a história pretérita daquele territótio. Neste sentido, o presente trabalho analisa a atual situação destes geossítios que fazem parte do projeto Geoparque Quarta Colônia, definindo uma proposta de quantificação do risco de degradação e propondo medidas de intervenção primárias. A partir da pesquisa realizada, constatou-se que a maioria dos geossítios possui risco de degradação médio e alto, o que pode ser considerado como indicativo quanto à necessidade imediata de medidas de proteção para que as pesquisas nestes locais possam ter continuidade.
Publicado
2017-12-27
Seção
Artigos