A OPERAÇÃO CARNE FRACA E AS ESTRATÉGIAS DO GOVERNO DE MICHEL TEMER PARA MINIMIZAR O ESCÂNDALO DA VENDA ILEGAL DE CARNES

  • Silvana Cristina Costa Correia

Resumo

A Operação Carne Fraca é uma investigação da Polícia Federal sobre a venda ilegal de carnes por alguns frigoríficos brasileiros, inclusive a BRF e a JBS, que pagaram propinas a alguns fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para liberarem certificados sanitários sem a fiscalização efetiva das carnes comercializadas no mercado externo e interno. O objetivo principal deste trabalho é analisar a Operação Carne Fraca, considerando as estratégias do governo de Michel Temer para minimizar o escândalo da venda ilegal de carnes. Além das análises bibliográficas e documentais sobre as denúncias e fases da investigação, o estudo também pautou-se no levantamento de dados estatísticos sobre os reflexos da Operação Carne fraca na produção e na exportação da carne de frango brasileira em 2017 (divulgados pelo IBGE, MAPA e SECEX/MDIC). Constatou-se que após a delação premiada de Joesley Batista na Operação Lava Jato, revelada em 17 de maio de 2017, as estratégias de Michel Temer para minimizar a crise da carne brasileira ficaram enfraquecidas porque até ele, além de outros políticos, provavelmente recebeu da JBS propinas disfarçadas de campanhas políticas oficiais. Portanto, há dúvidas sobre o baixo impacto de -1,8% nas exportações da carne de frango brasileira em 2017.
Publicado
2018-08-12