PRODUÇÃO DE COMMODITIES E PILHAGEM TERRITORIAL NO BRASIL: os riscos para a sociobiodiversidade e a saúde coletiva e dos trabalhadores

  • Guilherme Marini Perpetua Universidade Estadual Paulista – Presidente Prudente

Resumo

Este breve ensaio objetiva analisar as implicações do recente avanço territorial das commodities agrominerais no Brasil, com foco na sociobiodiversidade e na saúde coletiva e dos trabalhadores. Por meio do conceito de pilhagem territorial, indica-se o caráter regressivo e essencialmente predatório inerente ao processo expansionista em questão, em última análise, vinculado à dinâmica global da acumulação capitalista financeirizada. O principal argumento defendido é que, da maneira como está estruturada, ditada pela inserção subordinada do país na divisão internacional do trabalho e pela vinculação visceral com o capital financeiro, a produção de commodities implica inevitavelmente a degradação da natureza e do trabalho em níveis crescentes.
Publicado
2020-07-11
Seção
Artigos