CULTURA DA EDUCAÇÃO EM SAÚDE NA PREVENÇÃO DE DOENÇAS EM IDOSOS

  • Welere Gomes Barbosa Universidade de Brasília
  • Daniel Saint Martin Universidade de Brasília
  • Adão Francisco de Oliveira Universidade Federal do Tocantins

Resumo

Ações de prevenção têm sido consideradas estratégias adjuvantes para a saúde pública, em especial à saúde dos idosos. Nesse sentido, a cultura em saúde tem a capacidade de promover a proteção à saúde como uma possibilidade de garantia dos direitos e cidadania. No entanto, dificuldades em identificar a adequada didática e recursos pedagógicos nas ações de prevenção de doenças em idosos são um problema na literatura científica. Reconhecendo essa necessidade, este artigo teve como objetivo analisar os instrumentos de cultura em saúde utilizados na prevenção de doenças em idosos no período de 2006 a 2016. Foi realizada uma pesquisa utilizando as bases de dados Medline, Scielo, BIREME, LILACS e diretório CAPES utilizando-se os descritores: educação em saúde, prevenção de doenças, idosos, e seus correspondentes em inglês, publicados de 2006 até maio de 2016. Após critérios de seleção foram selecionados nove estudos. Diante dos resultados encontrados nesta pesquisa foi possível identificar que as ações de cultura em saúde realizadas no período investigado apresentaram efeitos positivos significativos. Ao analisar a didática e os recursos pedagógicos verificou-se a ausência de uma sistematização dos processos para a promoção de educação em saúde. As ações se apresentaram focais e não abrangeram uma população expressiva de idosos. Novas pesquisas que aprofundem e destaquem a importância de metodologias adequadas para o idoso se fazem necessárias.

Biografia do Autor

Welere Gomes Barbosa, Universidade de Brasília
Daniel Saint Martin, Universidade de Brasília
Adão Francisco de Oliveira, Universidade Federal do Tocantins
Publicado
2020-07-12
Seção
Artigos