O fluxo da informação no processo de pesquisa na UFPE: as influências das tecnologias da informação e comunicação

  • Anna Elizabeth Galvão Coutinho Correia
Palavras-chave: Busca da informação, Internet, Recursos eletrônicos, Comunicação

Resumo

CORREIA, Anna Elizabeth Galvão Coutinho. O fluxo da informação no processo de pesquisa na UFPE: as influências das tecnologias da informação e comunicação. UFSC, 2006. Orientadora: Profa. Dra. Edna Lúcia da Silva. Análise da produção e da disseminação da informação científica, para mapear o fluxo da informação no processo de pesquisa, detectando a influência das novas tecnologias de informação. O locus para aplicação do estudo foi a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e a amostra foi constituída pelos pesquisadores que possuem Bolsa de Produtividade do CNPq e se trata de uma amostra intencional, pois seus elementos foram escolhidos por representarem a elite dos pesquisadores na universidade, e por serem os pesquisadores mais produtivos e experientes e, portanto, aptos a fornecerem respostas para as questões investigadas. Os dados para pesquisa foram levantados através do questionário, com questões voltadas ao levantamento de informações sócio-demográficas e ao uso de recursos informacionais, da entrevista para complementação e elucidação de pontos do questionário; da pesquisa documental no Currículo Lattes dos pesquisadores para através da análise dos registros de projetos e relatórios de pesquisa e da produção bibliográfica mapear do fluxo da informação no processo de pesquisa. Os resultados levantados permitem apontar algumas tendências. Os pesquisadores utilizam diariamente a Internet e freqüentam muito pouco as bibliotecas da UFPE. As bases de dados e os portais de pesquisa são os recursos informacionais considerados como indispensáveis para o desenvolvimento das pesquisas científicas desenvolvidas nesta universidade. Os periódicos são mais utilizados como fonte para acessar a informação com a finalidade de produzir conhecimento. Os pesquisadores preferem utilizar os recursos no formato papel/impresso, mas o formato eletrônico/digital foi indicado por 33,1% como segunda opção de uso em atividades de pesquisa. Para a troca de idéias sobre as atividades de pesquisa, preferem primeiramente comunicar-se com os colegas de departamento e, após, com colegas de outros departamentos. Os pesquisadores apontaram que utilizavam com grande freqüência o correio eletrônico (98,4%). Dos problemas apresentados quanto ao uso da Internet na UFPE, a conexão lenta foi o principal problema indicado para acesso à rede. As publicações periódicas foram indicadas como o meio mais utilizado para publicação dos resultados de pesquisa. Os pesquisadores ainda não usam com freqüência os repositórios de arquivos abertos para disponibilização da produção científica na Internet. Os periódicos eletrônicos ainda não são bem aceitos pelos pesquisadores da UFPE para disponibilizar sua produção científica. O ciclo da produção científica diminuiu no sentido temporal pois percebe-se que em média os pesquisadores publicam após seis meses do inicio da pesquisa um trabalho em evento, após doze meses o primeiro artigo em periódicos e após vinte e quatro meses um livro. Com base nos resultados obtidos, é possível apontar que a infra-estrutura tecnológica ainda é um limitador importante para o uso efetivo das TIC’s no processo de pesquisa científica. Igualmente, pode-se dizer que a Internet vem prestando uma contribuição significativa para o desenvolvimento científico autóctone, seja quando facilita o acesso à informação ou quando facilita o processo de comunicação informal. O processo de busca da informação via redes eletrônicas, o uso dos Portais Capes e de Pesquisa já fazem parte dos recursos informacionais necessários para os pesquisadores. Os resultados desta pesquisa revelam a importância das TIC’s para o desenvolvimento das atividades de pesquisa e, com isso, alertam para que as políticas de incentivo às pesquisas científicas devem estar atreladas às políticas de infra-estrutura tecnológica no caso das universidades brasileiras. Os interessados no texto completo das dissertações devem entrar em contato com: Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação Centro de Ciências da Educação – UFSC Campus Universitário – Trindade 88040-900 – Florianópolis – SC – Brasil Fone/Fax: (48) 331-8516 Ou acesse: http://www.cin.ufsc.br/pgcin/
Publicado
2007-07-08
Seção
New Section Title Here