Lobbying na Regulação Contábil: um Estudo Bibliométrico nos Principais Periódicos Internacionais no Período de 2002 a 2015

  • Elayne Patricia Ribeiro de Santana Azevedo Universidade Federal de Pernambuco
  • Andreza Cristiane Silva de Lima Universidade Federal de Pernambuco
  • Márcia Ferreira Neves Tavares Universidade Federal de Pernambuco
  • Raimundo Nonato Rodrigues Universidade Federal de Pernambuco
Palavras-chave: Lobbying, Regulação Contábil, Bibliometria

Resumo

Objetivo: Diante da influência existente no processo de elaboração, edição e emissão de normas contábeis, o principal objetivo desse estudo foi analisar o nível de consonância entre as pesquisas científicas sobre a atividade de lobbying na regulação contábil, presente nos principais periódicos internacionais, no período de 2002 a 2015.Fundamento: Pesquisadores como Leuz & Wysocki (2008); Bushman & Landsman (2010); Kothari, Ramanna, & Skinner (2010) e Carmo (2014) certificam que pesquisas sobre os fatores que influenciam a regulação contábil nos mercados globais e pesquisas sobre as forças políticas que afetam o processo regulatório são escassas e pouco exploradas. Diante disso, torna-se fundamental analisar os estudos que abordaram sobre o tema, a partir de indicadores de desempenho bibliométricos, úteis para a avaliação das pesquisas acadêmicas. Assim sendo, este estudo possui duas vertentes: bibliométrica-descritiva e epistemológica-descritiva.Método: A pesquisa foi realizada com base no método Systematic Search Flow, com a busca dos estudos científicos nos principais periódicos internacionais, publicados nas plataformas Scopus, Web of Science, Scielo e ProQuest, utilizando as palavras chaves “Lobby”, “Lobbying” e “Accounting”, no período de 2002 a 2015 e com os idiomas em inglês e português. Em seguida, houve uma estratificação, excluindo os artigos duplicados das plataformas e os que não se referiam a lobby/lobbying no âmbito da regulação contábil, obtendo-se uma amostra com 43 artigos.Resultados: Os principais resultados identificados estão segregados em duas categorias. A primeira trata de uma análise geral com as seguintes conclusões: O maior número de publicações foi realizado em 2015; o Reino Unido é o país com a maior quantidade de publicação sobre o tema; O autor Georgiou G. publicou a maior quantidade de artigos; e, “Accounting, Auditing and Accountability Journal” foi o periódico mais publicado. A segunda categoria dos resultados trata da análise textual, concluindo que “Lobbying” é a palavra-chave mais utilizada; a metodologia predominante foi a análise de cartas comentários; o estudo de Sutton (1984) destacou-se por ter sido o mais referenciado; e o principal resultado dentre os estudos expõe que as grandes empresas tendem a liderar o lobbying sobre a regulação contábil, visando influenciar o normatizador com o propósito de obter uma norma que atenda aos seus interesses.Contribuições: Os pesquisadores podem utilizar esta pesquisa como uma fonte confiável do estado da arte sobre a participação e influência na regulação contábil, no período de 2002 a 2015, extraídas dos principais periódicos internacionais. Além disso, o estudo também dispõe de contribuições para os normatizadores, de forma que possam identificar os principais métodos de lobbying utilizados pelas partes interessadas no processo normativo contábil.
Publicado
2017-12-23
Seção
Seção Nacional