O The Wall Street Journal e as prévias eleitorais: cobertura política e imagem pública de Donald Trump e Hilary Clinton

  • Bruno Washington Nichols PPGC/UFPB
  • Pedro Chapaval Pimentel
  • Luiz Rogério Lopes Silva

Resumo

Este artigo propõe uma análise da cobertura jornalística realizada na fanpage do The Wall Street Journal (WSJ) durante o período de prévias das eleições presidenciais estadunidenses. A pesquisa olha para a importância da mídia na construção da imagem pública dos principais pré-candidatos, Donald Trump (Partido Republicano) e Hillary Clinton (Partido Democrata), a fim de identificar a existência de viés favorável ou desfavorável. A metodologia utilizada consiste na análise quantitativa de conteúdo para avaliar as publicações realizadas entre os dias 01 de fevereiro a 14 de junho de 2016 que mencionaram nominalmente os dois pré-candidatos.  Sustenta-se a hipótese de que a confiabilidade conferida por todos os espectros ideológicos ao jornal não se apresenta com equidade no tratamento aos referidos candidatos. Os testes confirmam o favorecimento ao republicano. 

Palavras-chave: Comunicação Política. Crítica de Mídia. Imagem Pública. Eleições.

Publicado
2017-02-22
Seção
Artigos