Estranhando o futebol: um pouso semiótico em direção ao periférico

Douglas Ostruca, Mariana Somariva

Resumo


Neste trabalho propõe-se refletir sobre experiências de pouso semiótico em dois bares da cidade de Porto Alegre - RS onde ocorrem exibições de jogos de futebol. Entre nossas motivações está o interesse em observar as semioses produzidas culturalmente nessas semiosferas, tendo como foco as regularidades e irregularidades que constituem os textos específicos do futebol; para isso temos como base a Semiótica da Cultura (Lotman, 1996, 1999; Machado, 2003; Velho, 1981). Ademais, a partir de Judith Butler (2015) buscamos compreender as performatividades de gênero em jogo nesses contextos. Como procedimento metodológico, experimentamos algumas propostas práticas de Kastrup (2014) para exercer uma atenção flutuante durante a observação em campo.

Palavras-chave: Semiótica da Cultura. Futebol. Performatividade de gênero. Classe social. Raça.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22478/ufpb.1807-8931.2019v15n8.47335

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


___________________________________________________________________________________________________________


Periódico indexado nas seguintes bases de dados:
           
_
__________________________________________________________________________________________________________