Algumas críticas sociais contemporâneas nas webtiras de Armandinho

Autores

  • Heraldo Aparecido Silva
  • José Giovani Portela Machado Neto

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1807-8931.2021v17n03.58153

Palavras-chave:

Teoria crítica, Histórias em quadrinhos, Webtiras, Armandinho, Filosofia da educação.

Resumo

Este artigo apresenta uma análise de algumas webtiras de Armandinho, do quadrinista brasileiro Alexandre Beck, nas quais são enfatizados temas tais como: indústria cultural, inversão de valores, ensino e desigualdade social, direitos humanos e ambientais, culturas e bulling. Trata-se do resultado de uma pesquisa de natureza bibliográfica e iconográfica, cujo aporte teórico-metodológico baseia-se em Adorno e Horkheimer (1985), Adorno (2002), Vilela (2007), Viola e Pires (2012), Santos (2014) e Beck (2019), dentre outros. A conclusão do artigo evidencia que a utilização das referidas webtiras constitui um elemento relevante tanto como suporte pedagógico quanto como crítica social para o ensino de diversas disciplinas no campo da filosofia e da educação.

Downloads

Publicado

2021-03-15

Edição

Seção

Artigos