USO DE FONTES DE INFORMAÇÃO POR ALUNOS DE ARQUIVOLOGIA

Autores

  • Eliane Bezerra Paiva UFPB
  • Edilene Toscano Galdino dos Santos UFPB
  • Genoveva Batista do Nascimento UFPB

Palavras-chave:

Fonte de Informação. Estudo de Uso. Arquivologia. Análise de citações.

Resumo

Pesquisa exploratória que investiga o uso das fontes de informação utilizadas pelos alunos concluintes do Curso de Graduação em Arquivologia da Universidade Federal da Paraíba, do período de 2011 a 2013. A metodologia incluiu uma pesquisa bibliográfica e uma pesquisa documental, que abrangeu a análise das citações dos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) dos alunos. Para a análise dos dados adotou-se uma abordagem quanti-qualitativa. Os resultados da pesquisa apontam para o uso diversificado de fontes de informação, com ênfase na língua portuguesa e cronologia recente.  O tipo de fonte de informação mais utilizado foi o livro impresso, seguido de artigo de periódico impresso e online. A legislação também apresentou grande uso, revelando que o curso emprega uma base conceitual baseada em legislação. Também foram utilizadas: teses, dissertações, monografias e dicionários especializados em Arquivologia. Também estavam presentes, mas em menor proporção as tabelas de temporalidade, atas, regimentos, normas técnicas, editais, diagnósticos, apostilas (textos), etc. Diante dos resultados, pode-se concluir que, embora a Internet seja um recurso muito difundido nos dias atuais, os livros impressos constituem a fonte de informação mais utilizada pelos alunos de Arquivologia.

Biografia do Autor

Eliane Bezerra Paiva, UFPB

Professora Adjunta do Departamento de Ciência da Informação do CCSA/UFPB

Edilene Toscano Galdino dos Santos, UFPB

Professora Assistente do Departamento de Ciência da Informação do CCSA/UFPB

Genoveva Batista do Nascimento, UFPB

Professora Assistente do Departamento de Ciência da Informação do CCSA/UFPB

Referências

ARAÚJO, Eliany Alvarenga de. Informação, sociedade e cidadania: práticas informacionais de organizações não-goverrnamentais - ONGs brasileiras. Informação & Informação, Londrina, v.6, n. 1, p. 31-54, jan./jun. 2001.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2010

BRASIL. Ministério da Educação. Estudante de universidade pública terá programa de aprimoramento de idioma. 2013. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br> . Acesso em: 15 abr. 2014.

CAFÉ, Anderson et al. A elite acadêmica da Sociologia no Brasil e sua produção científica. Informação & Informação, Londrina, v. 16, n. 3, p. 19-39, jan./jun. 2011.

CAMPELLO, Bernadete Santos; MAGALHÃES, Maria Helena de Andrade. Introdução ao controle bibliográfico. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 1997.

CENDÓN, Beatriz Valadares et al. Uso dos periódicos do Portal CAPES pelos Programas de Pós-graduação da Faculdade de Odontologia de Araraquara - UNESP- no período de 2000 a 2005. TransInformação, Campinas, v.21, n.2, p.133-149, maio/ago. 2009.

CUNHA, Murilo Bastos da. Para saber mais: fontes de informação em ciência e tecnologia. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 2001.

FREIRE, Isa Maria. ; SILVA, Julianne Teixeira. A mandala das virtudes da Arquivologia: relato de pesquisa. Archeion Online, João Pessoa, v.1, n.1, p. 33-44, jul./dez. 2013.

GOLDENBERG, Mirian. A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em Ciências Sociais. 8.ed. Rio de Janeiro: Record, 2004.

GOULART, Ilsa do Carmo Vieira. Entre a materialidade do livro e a interatividade do leitor: práticas de leitura. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v.12, n. 2, p.5-19, maio/ago. 2014.

JOB, Ivone; ALVARENGA, Lídia. Citações presentes em teses e perfis de pesquisadores: fontes de indícios para se estudar a área da educação física. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 13, n.3, p. 151-166, set./dez. 2008.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisas, elaboração, análise e interpretação de dados. São Paulo: Atlas, 2007.

MUELLER, Suzana Pinheiro machado. A ciência, o sistema de comunicação científica e a literatura científica. In: CAMPELLO, Bernadete Santos; CENDÓN, Beatriz Valadares; KREMER, Jeannette Marguerite (Orgs.) Fontes de informação para pesquisadores e profissionais. Belo Horizonte: UFMG, 2003, p. 21-34.

OLIVEIRA, Ely Francina T. de; FERREIRA, Karen Eloise. Fontes de informação on line em arquivologia: uma avaliação métrica. Biblos, Rio Grande, v. 23, n.2, p. 69-76, 2009.

PACKER, Abel L. Os periódicos brasileiros e a comunicação da pesquisa nacional. Revista USP, São Paulo, n. 89, p. 26-61, mar/maio 2011.

RICHARDSON, Roberto Jarry et al. Pesquisa Social: métodos e técnicas. 3.ed. rev. e amp. São Paulo: Atlas, 1999.

SANTOS, Antonio Raimundo dos. Metodologia Científica: a construção do conhecimento. 3. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA. CCSA. DCI. Processo nº. 12030035/2008. Projeto Político Pedagógico do Curso de Arquivologia. João Pessoa: [s.n.], 2008.

Downloads

Publicado

2014-12-31

Como Citar

PAIVA, E. B.; SANTOS, E. T. G. dos; NASCIMENTO, G. B. do. USO DE FONTES DE INFORMAÇÃO POR ALUNOS DE ARQUIVOLOGIA. Archeion Online, [S. l.], v. 2, n. 2, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/archeion/article/view/22516. Acesso em: 6 maio. 2021.

Edição

Seção

Relatos de Pesquisa