USO DE FONTES DE INFORMAÇÃO POR ALUNOS DE ARQUIVOLOGIA

Autores

  • Eliane Bezerra Paiva UFPB
  • Edilene Toscano Galdino dos Santos UFPB
  • Genoveva Batista do Nascimento UFPB

Palavras-chave:

Fonte de Informação. Estudo de Uso. Arquivologia. Análise de citações.

Resumo

Pesquisa exploratória que investiga o uso das fontes de informação utilizadas pelos alunos concluintes do Curso de Graduação em Arquivologia da Universidade Federal da Paraíba, do período de 2011 a 2013. A metodologia incluiu uma pesquisa bibliográfica e uma pesquisa documental, que abrangeu a análise das citações dos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) dos alunos. Para a análise dos dados adotou-se uma abordagem quanti-qualitativa. Os resultados da pesquisa apontam para o uso diversificado de fontes de informação, com ênfase na língua portuguesa e cronologia recente.  O tipo de fonte de informação mais utilizado foi o livro impresso, seguido de artigo de periódico impresso e online. A legislação também apresentou grande uso, revelando que o curso emprega uma base conceitual baseada em legislação. Também foram utilizadas: teses, dissertações, monografias e dicionários especializados em Arquivologia. Também estavam presentes, mas em menor proporção as tabelas de temporalidade, atas, regimentos, normas técnicas, editais, diagnósticos, apostilas (textos), etc. Diante dos resultados, pode-se concluir que, embora a Internet seja um recurso muito difundido nos dias atuais, os livros impressos constituem a fonte de informação mais utilizada pelos alunos de Arquivologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliane Bezerra Paiva, UFPB

Professora Adjunta do Departamento de Ciência da Informação do CCSA/UFPB

Edilene Toscano Galdino dos Santos, UFPB

Professora Assistente do Departamento de Ciência da Informação do CCSA/UFPB

Genoveva Batista do Nascimento, UFPB

Professora Assistente do Departamento de Ciência da Informação do CCSA/UFPB

Referências

ARAÚJO, Eliany Alvarenga de. Informação, sociedade e cidadania: práticas informacionais de organizações não-goverrnamentais - ONGs brasileiras. Informação & Informação, Londrina, v.6, n. 1, p. 31-54, jan./jun. 2001.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2010

BRASIL. Ministério da Educação. Estudante de universidade pública terá programa de aprimoramento de idioma. 2013. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br> . Acesso em: 15 abr. 2014.

CAFÉ, Anderson et al. A elite acadêmica da Sociologia no Brasil e sua produção científica. Informação & Informação, Londrina, v. 16, n. 3, p. 19-39, jan./jun. 2011.

CAMPELLO, Bernadete Santos; MAGALHÃES, Maria Helena de Andrade. Introdução ao controle bibliográfico. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 1997.

CENDÓN, Beatriz Valadares et al. Uso dos periódicos do Portal CAPES pelos Programas de Pós-graduação da Faculdade de Odontologia de Araraquara - UNESP- no período de 2000 a 2005. TransInformação, Campinas, v.21, n.2, p.133-149, maio/ago. 2009.

CUNHA, Murilo Bastos da. Para saber mais: fontes de informação em ciência e tecnologia. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 2001.

FREIRE, Isa Maria. ; SILVA, Julianne Teixeira. A mandala das virtudes da Arquivologia: relato de pesquisa. Archeion Online, João Pessoa, v.1, n.1, p. 33-44, jul./dez. 2013.

GOLDENBERG, Mirian. A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em Ciências Sociais. 8.ed. Rio de Janeiro: Record, 2004.

GOULART, Ilsa do Carmo Vieira. Entre a materialidade do livro e a interatividade do leitor: práticas de leitura. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v.12, n. 2, p.5-19, maio/ago. 2014.

JOB, Ivone; ALVARENGA, Lídia. Citações presentes em teses e perfis de pesquisadores: fontes de indícios para se estudar a área da educação física. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 13, n.3, p. 151-166, set./dez. 2008.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisas, elaboração, análise e interpretação de dados. São Paulo: Atlas, 2007.

MUELLER, Suzana Pinheiro machado. A ciência, o sistema de comunicação científica e a literatura científica. In: CAMPELLO, Bernadete Santos; CENDÓN, Beatriz Valadares; KREMER, Jeannette Marguerite (Orgs.) Fontes de informação para pesquisadores e profissionais. Belo Horizonte: UFMG, 2003, p. 21-34.

OLIVEIRA, Ely Francina T. de; FERREIRA, Karen Eloise. Fontes de informação on line em arquivologia: uma avaliação métrica. Biblos, Rio Grande, v. 23, n.2, p. 69-76, 2009.

PACKER, Abel L. Os periódicos brasileiros e a comunicação da pesquisa nacional. Revista USP, São Paulo, n. 89, p. 26-61, mar/maio 2011.

RICHARDSON, Roberto Jarry et al. Pesquisa Social: métodos e técnicas. 3.ed. rev. e amp. São Paulo: Atlas, 1999.

SANTOS, Antonio Raimundo dos. Metodologia Científica: a construção do conhecimento. 3. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA. CCSA. DCI. Processo nº. 12030035/2008. Projeto Político Pedagógico do Curso de Arquivologia. João Pessoa: [s.n.], 2008.

Downloads

Publicado

2014-12-31

Como Citar

PAIVA, E. B.; SANTOS, E. T. G. dos; NASCIMENTO, G. B. do. USO DE FONTES DE INFORMAÇÃO POR ALUNOS DE ARQUIVOLOGIA. Archeion Online, [S. l.], v. 2, n. 2, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/archeion/article/view/22516. Acesso em: 19 out. 2021.

Edição

Seção

Relatos de Pesquisa