PRÁTICAS ARQUIVÍSTICAS NO CONTEXTO DE PRONTUÁRIOS MÉDICOS: um estudo em Unidade de Saúde da Família

Autores

  • Josealdo Rodrigues Leite Universidade Federal da Paraíba
  • Ana Claudia Medeiros de Sousa Universidade Federal da Paraíba

Palavras-chave:

Práticas arquivísticas

Resumo

A informação é um produto que subsidia a tomada de decisão nas diversas áreas do conhecimento, dentre elas a da saúde, sobretudo aquela que está registrada em prontuários médicos. Nesse sentido, tem como objetivo analisar a organização e o funcionamento do arquivo de prontuários de uma Unidade de Saúde da Família na cidade de João Pessoa. Os dados alcançados na pesquisa apontaram problemas nos quesitos: mobiliário, método de arquivamento, acesso e recursos humanos. A partir da constatação, foram elencadas algumas sugestões de melhorias para o arquivo em questão. 

Biografia do Autor

Josealdo Rodrigues Leite, Universidade Federal da Paraíba

Arquivista – E-mail: aldonet@bol.com.br.

 

Ana Claudia Medeiros de Sousa, Universidade Federal da Paraíba

Doutoranda em Ciência da Informação - PPGCI/UFPB. E-mail: ana.violista@gmail.com

Referências

BARBOSA, Ricardo Rodrigues. Gestão da informação e do conhecimento: origens, polêmicas e perspectivas. Informação & Informaçã, Londrina, v. 13, n. esp., p. 1-25, 2008. Disponível em: <http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/1843 >. Acesso em: 05 de junho de 2015.

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. Resolução 1638/2002. Define prontuário médico e torna obrigatória a criação da Comissão de Prontuário nas instituições de saúde . Diário Oficial da União; Poder Executivo, Brasília, DF, n. 153, 9 ago. 2002. Seção 1, p. 184-5. Disponível em: < http://www.portalmedico.org.br/resolucoes/CFM/2002/1638_2002.htm >. Acesso em: 03 de junho de 2015.

FEIJÓ, Virgílio de Mello. Documentação e arquivos. São Paulo: Sagra, 1988.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Dicionário Aurélio Básico da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Positivo, 2005.

PAES, Marilena Leite. Arquivo: teoria e prática. 3. ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2004.

PINTO, V. Bentes. Prontuário eletrônico do paciente: documento técnico de informação e comunicação do domínio da saúde. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Florianópolis, n.21, jan/jun. 2006. Disponível em: http://redalyc.uaemex.mx/redalyc/pdf/147/14702104.pdf. Acesso em: 10 ago. 2015.

REIS, Carlos. Planejamento Estratégico de Sistemas de informação. Lisboa: Presença, 1993.

SOUSA, Ana Claudia Medeiros de. Diagnóstico: peça fundamental para organização do arquivo da Orquestra Sinfônica da Paraíba. 2007. Monografia (Graduação em Biblioteconomia) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2007.

Downloads

Publicado

2016-01-31

Como Citar

LEITE, J. R.; SOUSA, A. C. M. de. PRÁTICAS ARQUIVÍSTICAS NO CONTEXTO DE PRONTUÁRIOS MÉDICOS: um estudo em Unidade de Saúde da Família. Archeion Online, [S. l.], v. 3, n. 2, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/archeion/article/view/27551. Acesso em: 6 maio. 2021.

Edição

Seção

Relatos de Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)