Avaliação documental e suas divesas tradições

uma revisão de literatura

Autores

  • Danielle Alves Universidade Federal da Paraíba
  • Carlos Xavier de Azevedo Netto

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2318-6186.2023v11nEdição%20Especial.67862

Resumo

Com o aumento da produção e acumulação das massas documentais, a avaliação se tornou atividade fundamental na prática arquivística, contudo, ao redor do mundo e ao longo do tempo, diferentes critérios foram desenvolvidos para a execução dessa prática. A partir desse contexto, o presente artigo tem como objetivo apresentar alguns apontamentos em torno dessas condutas para compreendermos como a avaliação pode ser executada de formas distintas a depender das necessidades de cada lugar. Cabe ressaltar que este artigo é um recorte realizado a partir da tese de doutoramento, onde, há uma pesquisa ainda mais ampla acerca da temática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARQUIVO NACIONAL (Brasil). Dicionário de terminologia arquivística. Rio de janeiro: Arquivo Nacional, 2005.

BOOMS, Hans. Society and the formation of a documentary heritage: Issues in the appraisal of archival sources. Archivaria, v. 24, n. 2, p. 69-107, 1987.

BROTHMAN, B. Orders of value: Probing the theoretical terms of archival practice. Archivaria, v.32, 1991, p.78-100.

CAPURRO, Rafael; HJORLAND, Birger. O conceito de informação. Perspectiva em ciência da Informação, Belo Horizonte, Jan/abril. 2007.

CHAGAS, Cintia Aparecida. Avaliação de documentos arquivísticos: teoria e metodologia. ÁGORA: Arquivologia em Debate, Florianópolis, v. 30, n. 61, p. 478-498, jul./dez. 2020.

CHAGAS, Cintia Aparecida. Avaliação de documentos no brasil, Portugal e Espanha: estudo das metodologias utilizadas. EDICIC, 11, Medellin. Anais eletrônicos, 2018. Disponível em: <http://enancib.marilia.unesp.br>. Acesso em 2 jan. 2022.

COOK, Terry. Macroappraisal in theory and practice: origins, characteristics, and implementation in Canada, 1950-2000. Archival Science, v. 5, p. 101-

, 2005.

COOK, Terry. Macrovaloración y análisis funcional: la preeminencia de la interacción políticosocial sobre el gobierno. Tabula , El refinado arte de La destrucción: la selección de documentos, Salamanca 6, 87-102, 2003.

COOK, Terry. Documentation Strategy. Archivaria, v.34, p.181-191, 1992.

COOK, Terry. Entrevista. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação: Ribeirão Preto, v. 3, n. 2, p. 142-156, jul./dez. 2012.

COUTURE, Carol. A arquivística, os arquivistas e os arquivos no Canadá. Acervo, Rio de janeiro, v. 28, n. 2, p. 147-163, jul./dez. 2015.

GUIMARÃES, Rubens Vieira. Avaliação de documentos de arquivo: uma análise de diferentes abordagens. Brasília, 2018, Tese. (Doutorado em Ciencia da Informação) – Universidade de Brasília.

HERNÁNDEZ OLIVERA, Luis. La memoria híbrida. De la crisis del modelo taxonómico de selección a la gestación de propuestas de macrovalorativas. Tabula: Estudios Archivísticos de Cartilla y Léon, Salamanca, v. 1, n. 12, p. 131-156, 2009.

KENOSI, Lekoko; MOATLHODI, Trevor. The determination of value in archival science and the ever evolving theories of records selection. The Eastern Librarian, v. 23, p. 24-36, 2012.

KOLSRUD, O. The Evolution of Basic Appraisal Principles: Some Comparative Observations, American Archivist, v. 5, n. 1, p. 26-39, 1992. Disponível em: < https://meridian.allenpress.com/american-archivist/article/55/1/26/23665/The-Evolution-of-Basic-Appraisal-Principles-Some>. Acesso em 10 jan. 2022.

LOUSADA, Mariana. A evolução epistemológica do conceito de avaliação documental na arquivística e sua importância para a construção da memória. RICI: R.Ibero-amer. Ci. Inf., Brasília,v. 5, n. 2, p. 63-78, jul./dez. 2012.

MAKHLOUF, Basma; CAVALCANTE, Lídia Eugenia. Avaliação arquivística: Bases teóricas, estratégias de Aplicação e instrumentação. Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, n. 26, v. 2, 2008.

MARTORELL, Lluís Cermeno; Palá, Elena Rivas. Valorar y seleccionar documentos: qué es y cómo se hace. Espanha: Ediciones Trea, 2010.

PESSANHA, Christiano; COELHO, Katia Cardoso; ALMEIDA, Maurício Barcellos. Uma investigação filosófico-legal para atos dos documentos. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 17, 2016, Salvador, Anais..., UFPB, 2016.

ROCKEMBACH, Moisés. Conceitos, modelos e novas perspectivas de avaliação em Arquivologia e Ciência da informação. Em Questão, Porto Alegre, v. 21, n. 3, p. 87-105, set/dez. 2015.

ROCKEMBACH, Moisés. Modelo de evidência da informação em plataformas digitais: estudo exploratório no âmbito da ciência da informação. Tese (Programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação em Plataformas Digitais, Universidade do Porto) – Porto, 2012.

SCHELLENBERG, Theodore Roosevelt. Arquivos modernos: princípios e técnicas. Tradução Nilza Teixeira Soares. 6.ed. Rio de Janeiro: FGV, 2012.

SILVA, Maria Juliana Nunes da; PARRELA, Ivana Denise. As práticas de avaliação de documentos nos arquivos federais da Alemanha. Inf. & Soc.:Est., João Pessoa, v.30, n.2, p. 1-14, abr./jun. 2020.

PINTO, Cheila. Os princípios da avaliação da informação arquivística em Portugal: Contributos para a sua discussão. Dissertação (Mestrado em Ciências da Documentação e Informação) - Universidade de Lisboa, Lisboa, 2014.

TAYLOR, Isabel. The German appraisal discussion since 1990: na Overview. Archives and Manuscripts, v.44, n.1, p.14-23, 2016.

TOGNOLI, Natália Bolfarini. A contribuição epistemológica canadense para a construção da arquivística contemporânea. 2010. 119 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências, 2010.

VÁSQUEZ MURILLO, Manuel. Cómo seleccionar documentos de archivo. Buenos Aires: Alfagrama, 2006.

Downloads

Publicado

29-12-2023

Como Citar

ALVES, D.; AZEVEDO NETTO, C. X. de. Avaliação documental e suas divesas tradições: uma revisão de literatura . Archeion Online, [S. l.], v. 11, n. Edição Especial, p. p.123–143, 2023. DOI: 10.22478/ufpb.2318-6186.2023v11nEdição Especial.67862. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/archeion/article/view/67862. Acesso em: 15 abr. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)