Arquivistas e arquivos comprometidos com a mediação consciente da informação

contributo ao desenvolvimento do protagonismo social

Autores

  • Henriette Ferreira Gomes UFBA

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2318-6186.2023v11nEdição%20Especial.68929

Palavras-chave:

Mediação da informação, Arquivistas, P`rotagonismo social

Resumo

Apresenta a compreensão do arquivo como um ambiente/dispositivo informacional que tem a mediação da informação como fundamento da sua existência e os/as arquivistas como mediadores/as que devem realizar a mediação consciente da informação a partir da compreensão do caráter social e público da informação, e o consequente compromisso com o protagonismo social. Em decorrência disso, a mediação consciente volta-se ao alcance das dimensões dialógica, estética, formativa, ética e política da mediação da informação, demarcando a necessidade de superação da “máscara da neutralidade” e a transformação dos/as arquivistas em intelectuais orgânicos/as do campo da Ciência da Informação. As análises produzidas resultaram do estudo analítico da literatura sobre o fenômeno informação, a mediação da informação, as teorias sociointeracionistas, o protagonismo social a partir de Shera, Fromahnn, Gomes, Almeida Junior, Perrotti, Santos, Vygotsky, Freire e Gramsci a partir da técnica da análise de conteúdo e da análise hermenêutica que permitiu a identificação das articulações e pontos de convergência e complementaridade entre eles.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Henriette Ferreira Gomes, UFBA

Profa. Titular do ICI e PPGCI/UFBA. Membro Titular da Academia de Ciências da Bahia. Doutora em Educação.

Referências

ALMEIDA JUNIOR, Oswaldo F. de. Mediação da informação: um conceito atualizado. In: BORTOLIN, Sueli; SANTOS NETO, João Arlindo dos; SILVA, Rovilson José (Orgs.). Mediação oral da informação e da leitura. Londrina: ABECIN, 2015. p. 9-32.

ALMEIDA JÚNIOR, Oswaldo Francisco de. Mediação da informação: ampliando o conceito de disseminação. ENCUENTRO DE EDUCADORES E INVESTIGADORES EM BIBLIOTECOLOGIA, ARCHIVOLOGIA, CIÊNCIA DE LA INFORMACIÓN Y DE LA DOCUMENTACIÓN DE IBEROAMÉRICA Y EL CARIBE (EDIBCIC), 7., 2006, Marília. Anais ... Marília: UNESP, 2006. Disponível em: http://edicic.org/data/documents/Actas_VII_EDIBCIC.pdf. Acesso em: 22 abr. 2020.

ALMEIDA JÚNIOR, Oswaldo Francisco de. Mediação da Informação e Múltiplas Linguagens. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, v. 2, n. 1, 2009. Disponível em: http://inseer.ibict.br/ancib/index.php/tpbci/article/viewArticle/17. Acesso em: 10 out. 2013.

FREIRE, Paulo. Conscientização: teoria e prática da libertação: uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. São Paulo: Centauro, 2008.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 43. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

FROHMANN, Bernard. O caráter social, material e público da informação. In: FUJITA, M.S.; MARTELETO, R.M.; LARA, M.G. (Orgs.). A dimensão epistemológica da Ciência da Informação e suas interfaces técnicas, políticas e institucionais nos processos de produção, acesso e disseminação da informação. São Paulo: Cultura Acadêmica; Marília: Fundepe, 2008.

GOMES, Henriette Ferreira. Comunicação e informação: relações dúbias, complexas e intrínsecas. In: MORIGI, Valdir; JACKS, Nilda; GOLIN, Cida (Orgs.). Epistemologias, comunicação e informação. Porto Alegre: Sulina, 2016. cap.5, p. 91-107.

GOMES, Henriette Ferreira. A dimensão dialógica, estética, formativa e ética da mediação da informação. Informação & Informação, Londrina, v. 19, n.2, p.46-59, out. 2014. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/19994/1909. Acesso em: 27 dez 2017.

GOMES, Henriette Ferreira. Mediação consciente da informação; categoria fundante ao protagonismo profissional e social. O protagonismo da mulher na Arquivologia, Biblioteconomia, Museologia e Ciência da Informação. Florianópolis: Rocha; Nyota, 2019a, v. 1, p. 187-206. Disponível em: https://www.nyota.com.br/. Acesso em: 27 abr. 2020.

GOMES, Henriette Ferreira. Mediação da informação e suas dimensões

dialógica, estética, formativa, ética e política: um fundamento da Ciência da Informação em favor do protagonismo social. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 30, n. 4, p. 1-23, out./dez. 2020. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/ies. Acesso em: 3 abr. 2021.

GOMES, Henriette Ferreira. Mediação da informação e protagonismo social: relações com vida activa e ação comunicativa à luz de Hannah Arendt e Jürgen Habermas. In: GOMES, Henriette Ferreira; NOVO, Hildenise Ferreira. Informação e protagonismo social. Salvador: EDUFBA, 2017. cap. 2, p. 27-44.

GOMES, Henriette Ferreira. Protagonismo social e mediação da informação. LOGEION: FILOSOFIA DA INFORMAÇÃO, [Rio de Janeiro], v. 5, p. 10-21, 2019b. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/v/111756. Acesso em: 20 maio 2020.

GRAMSCI, Antônio. A formação dos intelectuais. Rio de Janeiro: Achiamé, 2013.

GRAMSCI, Antônio. Os intelectuais e a organização da cultura. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1997.

HEYNEMANN, Cláudia. Pesquisando a memória: o Arquivo Nacional entre a identidade e a história. Acervo, Rio de Janeiro, v.4/5, n.1/2, jan./jun. 1990.

PERROTTI, Edmir. Sobre informação e protagonismo cultural. In: GOMES, Henriette Ferreira; NOVO, Hildenise Ferreira. (Orgs.). Informação e protagonismo social. Salvador: EDUFBA, 2017. p. 11-26.

SANTOS, Adilson. A tragédia grega: um estudo teórico. Revista Investigações, [Refice], v. 18, n. 1, p. 41-67, 2005. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/INV/article/view/1501. Disponível em: 22 abr. 2020.

SANTOS NETO, João Arlindo. O estado da arte da mediação da informação: uma análise histórica da construção e desenvolvimento dos conceitos. 2019. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista (Unesp), Marília, 2019. 460 f. il. Orientador: Prof. Dr. Oswaldo Francisco de Almeida Junior.

SCHELLENBERG, Theodore R. Arquivos modernos: princípios e técnicas. 6. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006.

SEMERARO, Giovanni. Intelectuais “orgânicos” em tempos de pós-modernidade. Cadernos Cedes, Campinas, v. 26, n. 70, p. 373-391, set./dez. 2006. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em: 20 jun. 2020.

SHERA, Jesse. The sociological relationships of information science. Journal of the American Society for Information Science, [S.l.], v.22, p.76-80, Apr. 1971.

SHERA, Jesse Hauk. Toward a theory os Librarianship and information Science. Ciência da Informação, Brasília, DF, v. 2, n. 2, dez. 1973. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/30/30. Acesso em: 22 abr. 2020.

SOUSA, Ana Claudia Medeiros de; SANTOS, Raquel do Rosário; GOMES, Henriette Ferreira. A instituição arquivística e o respeito às identidades dos sujeitos sociais. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v.32, p. 1-16, 2022.

VYGOTSKY, Lev S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. Tradução de José Cipolla Neto, Luís Silveira Menna Barreto e Solange Castro Afeche. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

VYGOTSKY, Lev S. Obras escogidas. 2. ed. Madrid: A. Machado Libros, 2001.

VYGOTSKY, Lev S. Pensamento e linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2003a.

VYGOTSKY, Lev S. Psicologia pedagógica. Edição comentada. São Paulo: Artmed, 2003b.

Downloads

Publicado

29-12-2023

Como Citar

FERREIRA GOMES, H. . Arquivistas e arquivos comprometidos com a mediação consciente da informação: contributo ao desenvolvimento do protagonismo social. Archeion Online, [S. l.], v. 11, n. Edição Especial, p. p.182–201, 2023. DOI: 10.22478/ufpb.2318-6186.2023v11nEdição Especial.68929. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/archeion/article/view/68929. Acesso em: 15 abr. 2024.