Caracterização e seleção de rizóbios nativos de solos paraibanos associados à Vigna unguiculata (L.) Walp.

Resumo

O feijão-caupi Vigna unguiculata (L.) Walp. é incluída entre as principais culturas de subsistência e com mais importância no sertão nordestino. Contudo, os cultivos praticados no estado são de baixo nível tecnológico, necessitando assim aplicações de insumos minerais industrializados, o que contribui para o encarecimento na produção. Com isso a utilização de insumos biológicos que possa substituir os químicos industrializados tem sido cada vez mais frequente na agricultura. O feijão caupi é capaz de estabelecer simbiose e nodular com diversas espécies de bactérias do grupo rizóbio, com essa baixa especificidade da cultura em relação ao microssimbionte apresenta-se como um fator limitante à exploração desta tecnologia. Por esta razão, é importante estudar estratégias que possa avaliar a composição e a contribuição de estirpes de rizóbios nativos do solo onde se pretende introduzir o inoculante. Diante do exposto, objetivou-se selecionar isolados de rizóbios nativos de solos agrícolas do município de Areia (PB), para plantas de feijão-caupi, como também caracterizar e avaliar os isolados de rizóbios obtidos, tendo como comparação a estirpe recomendada 03-84-6/2010 UFLA. Os experimentos com plantas foram conduzidos em ambiente semi protegido do DSER. De acordo com os resultados obtidos após os 40 dias, pode-se constatar que todos os tratamentos estavam com nódulos, com exceção da segunda repetição do tratamento sem nitrogênio. E foram obtidos oito grupos distintos de rizóbios nativos. Conclui-se que os solos da zona úmida da Caatinga, em Areia (PB), possuem bactérias nitrificantes nativas capazes de nodular e fixar nitrogênio.

Publicado
2019-12-18
Seção
Agronomia