ADUBAÇÃO NITROGENADA NA CULTURA DO SORGO GRANÍFERO PELO MÉTODO CONVENCINAL E POR FERTIRRIGAÇÃO

  • Olienaide Ribeiro de Oliveira Pinto
  • Benito Moreira de Azevedo
  • Albanise Barbosa Marinho
  • Carlos Newdmar Vieira Fernandes
  • Thales Vinícius de Araújo Viana
  • Erlanyson Sampaio Braga

Resumo

Objetivou-se por meio desta pesquisa estudar a adubação nitrogenada na cultura do sorgo granífero aplicada pelo método convencinal e por fertirrigação. O experimento foi conduzido na área experimental da Estação Meteorológica do Departamento de Engenharia Agrícola, da Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-Ceará, no período de março a julho de 2008. Utilizou-se a cultivar EA 955, safra de 2007 de sorgo granífero. O sistema de irrigação utilizado na condução do experimento foi o gotejamento. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso com sete tratamentos e quatro repetições. As doses testadas foram: 0; 30; 60; e 120 kg ha-1 pelo método convencional e por fertirrigação. As doses de nitrogênio para os tratamentos fertirrigados foram aplicadas 1/3 na adubação de fundação e os 2/3 parcelados em oito aplicações semanais, enquanto, os tratamentos de adubação convencional foram aplicados 1/3 no plantio, 1/3 aos 20 dias e 1/3 aos 45 dias após o plantio. As variáveis estudadas foram: produtividade, peso, diâmetro maior e comprimento da panícula. Como resultado, verificou-se que na comparação entre os métodos de adubação convencional e por fertirrigação, apresentaram respostas significativas para: produtividade, peso, diâmetro maior e comprimento da panícula. A máxima produtividade para adubação convencional de N foi de 7.241 kg ha-1 com dose ótima de 84,74 kg ha-1, e de N fertirrigado produtividade máxima de 7.929 kg ha-1, com a dose ótima de 80,59 kg ha-1.
Publicado
2011-07-24
Seção
Artigo Científico