Relações hídricas, trocas gasosas em amendoim, gergelim e mamona submetidos a ciclos de deficiência hídrica

  • Ciro de Miranda Pinto
  • Francisco José Alves Fernandes Távora
  • Olienaide Ribeiro de Oliveira Pinto

Resumo

A pesquisa foi conduzida em casa de vegetação no Campus do Pici da Universidade Federal do Ceará, no período de janeiro a março de 2006, com o objetivo de estudar a resposta das culturas da mamona (Ricinus communis L.), gergelim (Sesamum indicum L.) e amendoim (Arachis hypogaea L.) a ciclos de deficiência hídrica na fase de crescimento vegetativo. As sementes foram semeadas em tubos de PVC com 100 cm de comprimento e 15 cm de diâmetro, em solo de textura arenosa. As cultivares foram submetidas a dois regimes hídricos - irrigação diária e ciclos de deficiência hídrica. As variáveis potencial hídrico, conteúdo relativo de água, transpiração foliar, fotossíntese foliar e condutância estomática foram reduzidas nas três culturas em resposta aos ciclos de deficiência hídrica. A relação entre a temperatura foliar e a ambiente aumentou em resposta ao estresse aplicado. O uso eficiente de água não foi alterado nas culturas da mamona e amendoim, apresentando redução significativa no gergelim em resposta ao déficit hídrico.
Publicado
2014-05-28
Seção
Artigo Científico