Coleta, etiquetagem e anotação de incompatibilidades intersemióticas geradas por tradução automática

  • Augusto Espindola Universidade de Brasília
  • Thiago Blanch Pires Universidade de Brasília

Resumo

Os avanços tecnológicos impulsionaram as pesquisas de corpora multimodais. O desenvolvimento de ferramentas projetadas para coleta, etiquetagem e anotação, então, apresenta progressivos avanços. Ainda que a profusão destas ferramentas seja promissora, pesquisas voltadas para corpora multimodais de documentos texto-imagem ainda são escassas. Tendo em vista que a variedade de ferramentas disponíveis torna dispendiosa a escolha pelos pesquisadores, este estudo propõe uma análise de ferramentas que possam auxiliar os processos de coleta, etiquetagem e anotação de documentos multimodais texto-imagem em uma abordagem multidisciplinar envolvendo multimodalidade, tradução automática e intersemiótica. Para tanto, esta investigação baseia-se em uma adaptação dos achados em Rohlfing et al. (2006) e nos estudos de incompatibilidades intersemióticas geradas por tradução automática de Pires (2017). Os achados mostram que ferramentas não especializadas apresentam maior potencial de agilidade nos processos de anotação e etiquetagem de documentos multimodais estáticos do que as ferramentas especializadas.

Biografia do Autor

Thiago Blanch Pires, Universidade de Brasília
Doutor em Gestão da Informação pela Universidade de Brasília; Professor do Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução, vinculado ao Instituto de Letras da Universidade de Brasília.
Publicado
2020-04-28