“No Fundo da Mala” Conflitos Trabalhistas na Mata Norte de Pernambuco

Autores

  • Antonio Jorge Siqueira UFPE

Palavras-chave:

Brasil, Micro-história, Etnografia Jurídica

Resumo

O presente trabalho é o resultado da pesquisa levada a termo nos Documentos da Justiça do Trabalho, Divisão de Goiana, em Pernambuco, nº 215, do ano de 1963. Ele se fundamenta na denúncia de Josefa Maria da Conceição contra a Usina Nossa Senhora das Maravilhas, da citada cidade de Goiana. Josefa reclamava de suas condições de trabalho, férias, reajustes salariais, repouso remunerado, demissão sem justa causa, etc. Depois de um longo caminho pelos escaninhos da Justiça, de idas e vindas, a reclamante teve, finalmente, julgada a causa a seu favor. Isto significava o reconhecimento da justeza de sua reclamação e a conquista dos direitos trabalhistas. No artigo, busca-se uma aproximação entre os significantes da denúncia e as significações da longa e difícil luta dos trabalhadores do campo em busca de seus direitos, no Brasil, especialmente no Nordeste açucareiro dos anos 60 do século findo. Por fim, mais que vitoriosa, a denúncia aqui em questão se faz representar come uma viagem sem retorno do campesinato brasileiro, buscando a prevalência da Justiça nas suas relações de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio Jorge Siqueira, UFPE

Professor do PPGH, UFPE

Downloads

Publicado

2016-02-21

Como Citar

SIQUEIRA, A. J. “No Fundo da Mala” Conflitos Trabalhistas na Mata Norte de Pernambuco. Prim Facie, [S. l.], v. 13, n. 25, p. 01–23, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/primafacie/article/view/27740. Acesso em: 22 jun. 2024.