O ‘PATHOS’ AUTORITÁRIO E AS GANGUES MILITARES EM ALAGOAS (1975-2008)

Autores

  • Célia Nonata da Silva UFAL

Resumo

Este artigo analisa as práticas autoritárias policiais representadas pelas ações de extermínio e limpeza étnica perpetradas pelas gangues militares no estado de Alagoas na segunda metade do século XX e início do XXI. Assim, compreender a atuação das gangues militares é perceber que elas são os elementos norteadores para o conhecimento de uma profundidade histórica e real da comunidade política alagoana, que se caracteriza por uma cultura política autoritária, e por um ‘habitus’ político arcaico. Tais elementos ainda definem a história política do estado, merecendo uma releitura da historiografia política atual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Célia Nonata da Silva, UFAL

.

Downloads

Publicado

2016-02-21

Como Citar

SILVA, C. N. da. O ‘PATHOS’ AUTORITÁRIO E AS GANGUES MILITARES EM ALAGOAS (1975-2008). Prim Facie, [S. l.], v. 14, n. 26, p. 01–25, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/primafacie/article/view/27842. Acesso em: 28 maio. 2024.