ANÁLISE DAS TEORIAS PEDAGÓGICAS PRESENTES NO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE FORMAÇÃO EM GESTÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE DA UFMG

  • Mateus Aparecido de FARIA Universidade Federal de Minas Gerais
  • Analise de Jesus da SILVA

Resumo

Objetivo: Nesse artigo buscou-se responder com quais teorias e métodos pedagógicos vêm sendo construído o curso de Gestão de Serviços de Saúde da Universidade Federal de Minas Gerais. Material e métodos: Como percurso metodológico utilizou-se a abordagem qualitativa pelo método da pesquisa documental, cujo suporte foi o Projeto Pedagógico do referido Curso. A busca de respostas foi feita à luz das tendências pedagógicas descritas na literatura. Resultados: Percebeu-se a constituição pedagógica tripla de ordem teórica: construtivista (explicitamente) e de competências (implicitamente); sociointeracionismo e libertadora. A interdisciplinaridade é evidenciada pelo trabalho conjunto entre ciências sociais aplicadas e temas da saúde, com ênfase para a área da Saúde Coletiva. Por fim, discute-se que o desvelamento da teoria ou sua desnaturalização se constituem como ponto principal no entendimento das intencionalidades existentes e praticadas no cotidiano, como foi tentado com o Projeto Político Pedagógico (PPP). Conclusão: Compreende-se que toda teoria é baseada em uma prática que, sendo teorizada, influencia outras práticas. No PPP não é diferente: considerado um guia para a formação profissional de trabalhadores e trabalhadoras, suas teorias devem convergir para a transformação social. DESCRITORES Educação. Saúde Coletiva. Universidades. Recursos Humanos. Administração de Serviços de Saúde
Publicado
2016-04-07
Como Citar
FARIA, M. A. de, & SILVA, A. de J. da. (2016). ANÁLISE DAS TEORIAS PEDAGÓGICAS PRESENTES NO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE FORMAÇÃO EM GESTÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE DA UFMG. Revista Brasileira De Ciências Da Saúde, 20(1), 43-50. Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/rbcs/article/view/27654
Seção
Pesquisa