A PRIMEIRA ABOLIÇÃO FRANCESA DA ESCRAVIDÃO (4 DE FEVEREIRO DE 1794) E O PROBLEMA DOS REGIMES DE TRABALHO

Autores

  • Laurent Azevedo Marques de Saes

Resumo

Com o presente artigo, pretendemos abordar a experiência da primeira abolição da escravidão pela França, ocorrida em 4 de fevereiro de 1794, no auge da fase jacobina da Revolução francesa. Temos o objetivo de mostrar que, embora a lei representasse a superação dos limites que haviam marcado a política colonial da Revolução até então, antigas preocupações a respeito da manutenção da ordem e da produção colonial reapareceram na esteira da aprovação da lei e conduziram a uma aplicação mitigada do princípio da liberdade. Na prática, esse processo se manifestou pela instituição nas colônias de regimes híbridos de trabalho, em que formas de remuneração se combinaram a restrições à liberdade dos trabalhadores. Com isso, as modalidades de execução da lei de abolição entraram em choque com as aspirações das massas negras das colônias francesas, que concebiam a sua liberdade em termos outros que os ditados pela necessidade de continuar a produção nas grandes plantações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-12-31

Como Citar

DE SAES, L. A. M. A PRIMEIRA ABOLIÇÃO FRANCESA DA ESCRAVIDÃO (4 DE FEVEREIRO DE 1794) E O PROBLEMA DOS REGIMES DE TRABALHO. Sæculum – Revista de História, [S. l.], n. 29, 2013. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/srh/article/view/19812. Acesso em: 19 jan. 2022.

Edição

Seção

Dossiê História e História Econômica