VIAGENS NO TEMPO: MEMÓRIAS DO ESCRIVÃO JOSÉ JOAQUIM DO CARMO GAMA SOBRE UMA ESTAÇÃO DE CURA

Autores

  • Marina Haizenreder Ertzogue UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS

Palavras-chave:

Brasil Império

Resumo

Resumo: O presente artigo faz uma reflexão sobre história e sensibilidade através das memórias do escrivão José Joaquim Carmo Gama. O escrivão, protagonista da narrativa, tem o perfil do homem comum, pacato funcionário público de Rio Novo (Minas Gerais). Para tratar da saúde Carmo Gama fez uma longa viagem até uma estação de cura em Poços de Caldas (1894) Através dessas memórias é possível “viajar no tempo” e conhecer espaços íntimos de um hotel. Em “Impressões de viagens,” o sentimento da solidão perpassa a narrativa unindo-se às observações do viajante em descrições dos espaços de convivência e intimidade dos hóspedes nos oitocentos. Por fim, em “o mundo reencontrado de Carmo Gama”, a partir dos ensinamentos de Corbin, apresento a construção da trajetória de vida do escrivão.

Biografia do Autor

Marina Haizenreder Ertzogue, UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS

Porfessora da Universidade Federal do Tocantins do departamento de História, professora do CIAMB, MESTRADO/DOUTORADO Pesquisadora produtividade CNPq Doutorado em História Social na USP

Downloads

Publicado

2016-08-03

Como Citar

ERTZOGUE, M. H. VIAGENS NO TEMPO: MEMÓRIAS DO ESCRIVÃO JOSÉ JOAQUIM DO CARMO GAMA SOBRE UMA ESTAÇÃO DE CURA. Sæculum – Revista de História, [S. l.], n. 34, p. 163–177, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/srh/article/view/24341. Acesso em: 25 jun. 2021.

Edição

Seção

Dossiê