HISTÓRIA, PATRIMÔNIO E INTERCULTURALIDADE: PERCURSOS METODOLÓGICOS NA HISTÓRIA ENSINADA

Autores

  • Jaqueline Ap. M. Zarbato UFMS

Palavras-chave:

Patrimônio Cultural, Ensino de História. Interculturalidade

Resumo

Este artigo analisa a fundamentação do patrimônio, interculturalidade e história ensinada, que faz parte da pesquisa, sobre “ recontar a história de Três Lagoas, a partir do patrimônio cultural”. Tem-se o princípio de abordagem sobre o patrimônio histórico cultural como o entendimento e sentido histórico que os estudantes e professores consideram sobre a preservação e ensino de história. Metodologicamente as concepções sobre patrimônio cultural e Educação Histórica, relacionam-se com as imagens do centro histórico de Três Lagoas/MS, a quais foram utilizadas como possibilidades de análise e leitura sobre o uso de patrimônio histórico regional com estudantes do 8º ano de uma Escola Pública de Três Lagoas/MS. Os elementos que constituem o patrimônio histórico e sua representação na sociedade, inserem as concepções das diferentes culturas e sua contribuição para o mosaico de diferentes espaços de memória, de lugares de memória e das narrativas sobre o passado, concebidos pelas inquietações do presente.

Biografia do Autor

Jaqueline Ap. M. Zarbato, UFMS

Doutora em História pela UFSC. Professora Adjunta na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, responsável pelas Práticas de ensino e pesquisa em História e Estágio Supervisionado em História. Coordenadora de área do PIBID. Coordenadora do grupo de pesquisa: ensino de história, memória e patrimonio. Tem atuado com pesquisas na área de ensino de história, memória, patrimonio, educação patrimonial, formação de professores.

Publicado

2016-12-31

Como Citar

ZARBATO, J. A. M. HISTÓRIA, PATRIMÔNIO E INTERCULTURALIDADE: PERCURSOS METODOLÓGICOS NA HISTÓRIA ENSINADA. Sæculum – Revista de História, [S. l.], p. 47–60, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/srh/article/view/28831. Acesso em: 15 maio. 2021.