Nacionalidade e cidadania pelo acesso à terra no século XIX: reflexões a partir das variações de escalas e da História Global

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6725.2019v24n41.47451

Resumo

O artigo discute os principais enunciados do que se convencionou chamar como História Global, campo de estudos em curso desde a década de 1990 interessado na reformulação teórico-epistemológica da História. Repercutindo a nova globalização acelerada desde a década de 1970, a História Global tem embasado sua crítica ao eurocentrismo e ao nacionalismo metodológico presentes na produção historiográfica geral, em favor do retorno à história explicativa sobre a multiplicidade dos grandes processos históricos e a valorização de conexões transnacionais a partir de vastos espaços e longas durações. Meus objetivos são problematizar alguns dos limites desta pretensa novidade teórico-metodológica, contrapondo-a a proposição da Micro-História sobre a variação das escalas de análise, e considerar algumas de suas reais contribuições ao debate historiográfico. Para desenvolvê-los, aplicarei a discussão às questões relacionais da nacionalidade, cidadania, imigração e acesso à terra no Brasil durante o século XIX. Fá-lo-ei a partir de uma única amostra documental, um abaixo-assinado de 1886 de trabalhadores rurais do município de Tubarão, província de Santa Catarina. Problematizarei a representatividade de uma fonte específica para a construção de narrativas históricas acerca de temas de experiência global.

Biografia do Autor

Flávia Paula Darossi, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Santa Catarina. Mestra, Bacharela e Licenciada em História pela mesma Universidade. Participa das Linhas de pesquisa do CNPq: Política e Sociedade em Santa Catarina; Cultura e Trabalho nos Movimentos Sociais Rurais; Estudos sobre o Movimento do Contestado (UFSC); e INCT Proprietas (UFF). Desenvolve pesquisa nos campos de História Agrária, História Social da Propriedade e História do Direito, com ênfase em políticas fundiárias, acesso à terra e regularização fundiária no período Imperial brasileiro.

Downloads

Publicado

2019-12-15

Como Citar

DAROSSI, F. P. Nacionalidade e cidadania pelo acesso à terra no século XIX: reflexões a partir das variações de escalas e da História Global. Sæculum – Revista de História, [S. l.], v. 24, n. 41, p. 124–143, 2019. DOI: 10.22478/ufpb.2317-6725.2019v24n41.47451. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/srh/article/view/47451. Acesso em: 25 jun. 2021.