“Pobres mulheres do sertão!”: um olhar feminino sobre as mulheres de Goiás no final do século XIX

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6725.2019v24n41.47699

Resumo

O objetivo desse artigo é analisar o olhar feminino sobre as mulheres goianas no final do século XIX, a partir do relato memorialístico de Augusta de Faro Fleury Curado intitulado “Do Rio de Janeiro à Goiás – 1896 (A viagem era assim)”. Pretende-se, também, compreender o sertão goiano a que a autora se refere, o contexto da escrita da obra e a conjuntura das mulheres no período.

Biografia do Autor

Rildo Bento de Souza, Universidade Federal de Goiás

Doutor em História pela Universidade Federal de Goiás. Professor Adjunto do curso de Museologia da Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás

Downloads

Publicado

2019-12-15

Como Citar

DE SOUZA, R. B. “Pobres mulheres do sertão!”: um olhar feminino sobre as mulheres de Goiás no final do século XIX. Sæculum – Revista de História, [S. l.], v. 24, n. 41, p. 284–297, 2019. DOI: 10.22478/ufpb.2317-6725.2019v24n41.47699. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/srh/article/view/47699. Acesso em: 25 jun. 2021.

Edição

Seção

Dossiê: Mulheres, gênero e sertanidades