Um Empurrãozinho no Bolsa Família: uma Proposta de Uso de Ferramentas Comportamentais no Programa

  • Henrique Santos de Faria Ministério Público da União
  • Luís Henrique Paiva

Resumo

Objetivos do estudo: A presente pesquisa explora aspectos específicos do Programa Bolsa Família (PBF), a saber, o acompanhamento das suas condicionalidades, sob perspectiva da economia comportamental. Metodologia/abordagem: Foi feita uma revisão da literatura acerca do Programa Bolsa Família e um panorama geral sobre Economia Comportamental, com o intuito de detalhar os possíveis insights que poderiam ser utilizados no aprimoramento PBF. Principais resultados: Foi proposta uma forma de intervenção no programa, baseada nos conceitos comportamentais, qual seja: uma simplificação na linguagem utilizada com o beneficiário do programa na carta de advertência que é enviada em caso de descumprimento de alguma condicionalidade. Foi também feita uma proposta de avaliação da intervenção no PBF. Contribuções práticas: Este estudo pretende contribuir para que o PBF possa fazer uso de mecanismos da economia comportamental para melhorar a comunicação com o beneficiário em situação de descumprimento de condicionalidades. Contribuições acadêmicas: Este estudo traz contribuições para a literatura de políticas públicas e economia comportamental.

Publicado
2020-08-07
Como Citar
Santos de Faria, H., & Paiva, L. H. (2020). Um Empurrãozinho no Bolsa Família: uma Proposta de Uso de Ferramentas Comportamentais no Programa. TPA - Teoria E Prática Em Administração, 10(2), 108-123. https://doi.org/10.21714/2238-104X2020v10i2-50370
Seção
Artigos de Pesquisa (Research Papers)