PROCESSO EDUCATIVO DE TRABALHO: PROTAGONISMO DO TRABALHODOR E SOLIDARIEDADE SOBRE A CRISE PANDÊMICA

Resumo

Neste trabalho, tem-se como objetivo fazer uma reflexão sobre a iniciativa realizada pelos trabalhadores da agricultura familiar em forma de drive thru organizados através da Feira de Saberes e Sabores, uma feira que faz parte do projeto acompanhado pela Incubadora de Iniciativas da Economia Popular e Solidária da UEFS (IEPS/UEFS). O drive thru foi pensado para viabilizar formas de comercialização com intuito de possibilitar a geração de trabalho e renda no contexto de calamidade sanitária (COVID-19). Como resultado do processo de organização do trabalho, inferiu-se que a maioria dos agricultores vivem do seu trabalho, do seu protagonismo consubstanciados na comercialização no espaço da feira. Com efeito, estes sujeitos ficaram impossibilitados de ofertar o excedente de sua produção, cuja necessidade articulada ao processo educativo de trabalho os fez apropriar-se de tecnologias digitais na perspectiva de dinamizar-se em um conjunto de elementos capaz de resultar em um protagonismo do trabalho organizado.

Biografia do Autor

Lima, J. R. O., Universidade Estadual de Feira de Santana

Doutor em Educação e Contemporaneidade e Mestre em Gestão Integrada de Organizações pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB); especialista em Gestão Organizacional (lato sensu) e graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Professor Titular dos cursos de Ciências Econômicas, Administração e Engenharia Agronômica da UEFS, na Pós-Graduação Lato sensu em Gestão Universitária e no Programa de Pós-Graduação em Planejamento Territorial (PLANTERR). É Coordenador do Projeto Incubadora de Iniciativas da Economia Popular e Solidária (PIEPS) e do Projeto Feira Livre e Itinerante de Saberes e Sabores (CNPq), bem como líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Economia Popular e Solidária e Desenvolvimento Local Solidário (GEPOSDEL).

Silva, S. S., Universidade Estadual de Feira de Santana

Graduanda em Ciências Econômicas pela UEFS e bolsista de Iniciação científica do projeto Incubadora de Iniciativas da Economia Popular e Solidária da UEFS.

Moura, L. S. , Universidade Estadual de Feira de Santana

Graduada em Licenciatura em Geografia UEFS, graduanda em Engenharia Agronômica -UEFS, bolsista de Iniciação científica do projeto Incubadora de Iniciativas da Economia Popular e Solidária da UEFS.

Jesus, E. S., Universidade Estadual de Feira de Santana

Graduando em Eng. Agronômica - UEFS, Técnico em Agropecuária - Casa Familiar Rural -CFR-PTN, integrante da Incubadora de Iniciativas da Economia Popular e Solidária da UEFS /IEPS-UEFS.

Publicado
2021-01-20
Seção
Dossiê: Trabalho coletivo autogestionário na América Latina