Escuta, atenção e vigilância:

a influência da Ideologia Californiana na música

Autores

Palavras-chave:

Escuta. Música. Atenção. Vigilância. Plataformização.

Resumo

O artigo propõe uma análise da produção e consumo de música a partir dos ideais da Ideologia Califórnia. Entende-se que essa ideologia contém elementos para compreender os avanços da tecnologia contemporânea e as diversas práticas que dela derivam. Considera-se a transformação dos diversos aspectos da vida cotidiana a partir da cultura digital, a datificação das informações e a automação de competências. O que será observado a partir dos home studios e a cultura do Faça Você Mesmo (Do-it-Yourself – ou DIY) e da plataformização dos conteúdos culturais, na coleta de dados pessoais e o capitalismo de vigilância.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Menini, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Doutorando no programa de pós-graduação em Comunicação Social da UERJ, desde 2019; Mestre pelo PPGCOM UFJF na área de concentração de Estéticas, Redes e Linguagens (2016). Formação em música pelo Conservatório Estadual de Música Haideé França Americano.

Vinicius Andrade Pereira, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Professor da Faculdade e do Programa de Pós Graduação em Comunicacão da UERJ. Visiting Professor at Winchester School of Art (University of Southampton) (Bolsa Capes – 2023).

Referências

BARBROOK, Richard; CAMERON, Andy. A Ideologia Californiana: uma crítica ao livre mercado nascido do Vale do Silício. Porto Alegre, Editora Monstro dos Mares, 2018.

CARR, Nicholas. A geração superficial: o que a internet está fazendo com nossos cérebros. Rio de Janeiro, Agir, 2011.

DEMARCHI, Leonardo. Pós-streaming: um panorama da indústria fonográfica na Quarta Revolução Industrial. In: MAGI, Erica; DEMARCHI, Leonardo (Orgs.) Diálogos interdisciplinares sobre a música brasileira. Unesp. Cultura Acadêmica Editora, 2020.

DEMARCHI et al. O gosto algorítmico: A lógica dos sistemas de recomendação automática de música em serviços de streaming. Revista Fronteiras – Estudos Midiáticos, Unisinos, v. 23, n. 3, p. 16-26, setembro/dezembro 2021. Disponível em: https://revistas.unisinos.br/index.php/fronteiras/article/view/22964. Acesso em: 25 de nov. de 2023.

DENNETT, Daniel C. From bacteria to Bach and back: the evolution of minds. W.W. Norton e Company, New York, London, 2017.

FISHER, Mark. Capitalist realism: is there no altenative?. Winchester, UK e Washinton, USA, Books, 2009.

GALLOWAY, S. Os quatro: Apple, Amazon, Facebook e Google – O Segredo dos gigantes da tecnologia; Alta Books, 2018.

GILLESPIE, T. The relevance of algorithms. Media technologies: essays on communication, materiality, and society. v. 167, n. 2014, p. 167, 2014.

GUMBRECHT, Hans. Produção de presença. Tradução: Ana Isabel Soares. Rio de Janeiro- RJ: Contraponto Editora LTDA e Editora PUC-RJ, 2010.

KITTLER, Friedrich. Gramophone, film, typewriter. Stanford: Stanford University Press, 1999.

MORE, Max. On becoming posthuman. Extropian Journal, 1994. Disponível em: https://github.com/Extropians/Extropy/blob/master/Extropy-01.pdf Acesso em: 29 de nov. de 2023.

MCLUHAN, Marshall. Os meios de comunicação como extensões do homem. São Paulo: Cultrix, 2007.

PARISER, Eli. O filtro invisível: o que a internet está escondendo de você. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

PASSOTH, Jahn-H. Music, recommender systems and the techno-politics of platforms, data, and algorithms. In: MAASEN, Sabine; DICKEL, Sascha; SCHNEIDER, Christoph (org.) TechnoScienceSociety: technological reconfigurations of science and society. Chapter 9, Springer Nature Switzerland AG, 2020.

POELL, Thomas. Plataformização. Tradução: Rafael Grohmann. Revista Fronteiras – Estudos Midiáticos, Unisinos, v. 22, n. 1, p. 02-10, janeiro/abril 2020. Disponível em: https://revistas.unisinos.br/index.php/fronteiras/article/view/fem.2020.221.01. Acesso em: 25 de nov. de 2023.

SCHUTT, Rachel; O’NEIL, Cathy. Doing data science. O’Reilley: Sebastpol, CA, 2014.

SCHWARTZ, Barry. The paradox of choice: why more is less. New York, Harper Collins, 2005.

VAN DIJCK, J. The culture of connectivity: a critical history of social media. Oxford University Press, 2013.

ZUBOFF, Shoshana. A era do capitalismo de vigilância: a luta por um futuro humano na nova fronteira de poder. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2021.

Downloads

Publicado

2023-12-22

Como Citar

DE ALMEIDA MENINI, T.; ANDRADE PEREIRA, V. Escuta, atenção e vigilância:: a influência da Ideologia Californiana na música. Culturas Midiáticas, [S. l.], v. 20, p. 05–23, 2023. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/cm/article/view/67782. Acesso em: 24 jul. 2024.