EDUCAÇÃO DO CAMPO: A GESTÃO PEDAGÓGICA DA ESCOLA FAMÍLIA AGRÍCOLA DOM FRAGOSO NA COMUNIDADE DE SANTA CRUZ MUNICÍPIO DE INDEPENDÊNCIA

  • José Marcone Martins Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Pedro Jônatas da Silva Chaves Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Resumo

Neste artigo está uma abordagem direcionada para uma verificação da gestão pedagógica da Escola Dom Fragoso, uma instituição que adota a prática pedagógica da alternância. Partiu-se da análise da trajetória da educação do campo que, desde as últimas décadas, ganha cada vez mais destaque, e sua notoriedade busca justamente reparar uma histórica negação das peculiaridades no tocante à questão da educação. A escola adota a prática educativa da Pedagogia da Alternância e, diante desta prática, buscaremos elucidar os instrumentos pedagógicos da gestão da Escola Família Agrícola (EFA) Dom Fragoso, averiguando a condução da gestão em um processo educativo, ainda novo, no que concerne à educação do campo.  Adotamos o estudo de caso como delineamento metodológico para desenvolver a referida pesquisa, posto que esta metodologia possibilita descrever e compreender com profundidade, procurando abranger todos os envolvidos no processo educativo proposto pela escola. No que se refere ao referencial teórico da pesquisa, tivemos como fundamentação os autores franceses, maiores expoentes da Pedagogia da Alternância, como Gimonet, Roseli Caldart, Mônica Molina e Beatriz Helena, autoras do Livro “Educação do campo e práticas educativas de convivência com o semiárido: a Escola Família Agrícola Dom Fragoso”, bem como os próprios instrumentos pedagógicos da escola. Deste modo, salientamos que os resultados apontados são de ordem teórica e servirão de indicativos para a continuidade da pesquisa.Palavras-chave: Educação do Campo. Escola. Gestão. Pedagogia da Alternância.

Biografia do Autor

José Marcone Martins, Universidade Federal do Ceará (UFC)
Mestrando em Educação Brasileira pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Especialista em Gestão e Educação Ambiental (FDR) e Gestão Escolar e Coordenação Pedagógica (FDR). Também possui graduação em Teologia pelo Instituto Teológico Pastoral do Ceará (ITEP). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em formações de professores. E-mail: marconecor@yahoo.com.br
Pedro Jônatas da Silva Chaves, Universidade Estadual do Ceará (UECE)
Mestrando em Educação pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Especialista em Metodologia do Ensino Religioso pelo Centro Universitário Internacional (UNINTER) e Gestão Escolar e Coordenação Pedagógica pela Faculdade Kurios (FAK). Possui Bacharelado em Ciências Teológicas pela Faculdade Boas Novas (FBN) e Licenciatura em Pedagogia pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Professor efetivo dos Anos Finais do Ensino Fundamental na Prefeitura Municipal de Itapipoca (PMI) e Prefeitura Municipal de Uruburetama (PMU). Também exerce a função de professor colaborador dos cursos de formação de professores em nível de graduação e pós-graduação lato sensu do Instituto de Estudos e Pesquisas do Vale do Acaraú (IVA).E-mail: pedrojonatas_sc@hotmail.com

Referências

ARROYO, M. G.; CALDART, R. S.; MOLINA, M. C. Por uma Educação do campo. 2 ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

BRASIL. LDB: Lei de diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: Senado Federal, 2017. Disponível em: <http://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/529732/lei_de_diretrizes_e_bases_1ed.pdf>. Acesso em: 22 Mai. 2018.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.

GIMONET, J. C. Nascimento e desenvolvimento de um movimento educativo: as Casas Familiares Rurais de Educação e Orientação. In: Seminário Internacional sobre Pedagogia da Alternância/ Alternância e Desenvolvimento, 1., 1999, Salvador. Anais... UNEFAB, 1999. Salvador: UNEFAB, 1999. p. 39-48.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Demográfico do Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 2017.

MATTOS, B. H. O. M. Educação do Campo e práticas educativas de convivência com o semiárido: a Escola Família Agrícola Dom Fragoso. 2010. 247 f. Tese (Doutorado em Educação Brasileira) – Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2010. Disponível em: <http://www.repositorio.ufc.br/bitstream/riufc/2992/1/2010_Tese_BHOMMattos.pdf>. Acesso em: 23 Mai. 2018.

NOSELLA, P. Uma nova educação para o meio rural: sistematização e problematização da experiência educacional das Escolas da Família Agrícola do Movimento de Educação Promocional do Espírito Santo. 1977. 204 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia da Educação) – Programa de Pós-graduação em Educação, Faculdade de Educação, São Paulo, 1977. Disponível em: <https://sapientia.pucsp.br/handle/handle/10747>. Acesso em: 22 Mai. 2018.

SILVA, A. M. Educação do campo: breve (re) construção epistemológica. In: LIMA, E. S.; SILVA, A. M. (Orgs.). Diálogos sobre Educação do Campo. Teresina: EDUFPI, 2011.

Publicado
2019-03-05
Como Citar
Martins, J. M., & Chaves, P. J. da S. (2019). EDUCAÇÃO DO CAMPO: A GESTÃO PEDAGÓGICA DA ESCOLA FAMÍLIA AGRÍCOLA DOM FRAGOSO NA COMUNIDADE DE SANTA CRUZ MUNICÍPIO DE INDEPENDÊNCIA. Revista Educare, 3(1), 38-55. Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/educare/article/view/42395
Seção
Sociologia da Educação