Construções intersubjetivas na prática bibliotecária: reflexões

  • Jetur Lima de Castro UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ http://orcid.org/0000-0002-6445-4576
  • Luiz Eduardo Ferreira da Silva UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA
  • Alessandra Nunes de Oliveira UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
Palavras-chave: Ação Comunicativa, Biblioteconomia, Bibliotecário, Emancipação, Dignidade Humana

Resumo

O artigo aborda a prática intersubjetiva na Biblioteconomia e a ação progressista, com o fim de encontrar pistas sobre a receptividade que envolve essa ciência como uma área humanística, institui os pensamentos críticos e emancipatórios visando os laços da cooperatividade. Para isso, contempla a teoria e a prática e ressignifica a ação técnica pela ação progressista (social) do bibliotecário. Trata-se de uma pesquisa teórica, de abordagem crítica e interpretativa, com base no pensamento de Jürgen Habermas sobre a ação comunicativa e pautada na caracterização hermenêutica, que tenta se desenvolver na ação discursiva, no diálogo intersubjetivo da Biblioteconomia e no papel social do bibliotecário. O estudo mostrou que é necessário conduzir os profissionais bibliotecários para mais perto do social, com mediação e práticas discursivas, e edificar aportes para que pensem para além das aporias instrumentais e façam além dos paradigmas que são instituídos. Por intermédio das razões comunicativas, vem a reboque a reforma dos construtos (instrumentais) da ideologia da técnica, na perspectiva de tornar os usuários sujeitos mais autônomos. Portanto, embora seja um estudo de base interpretativa, pode-se afirmar que a Biblioteconomia progressista e crítica é um ponto de partida para outros estudos, um caminho aberto para a Ciência da Informação e seus estudos de base epistemológica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jetur Lima de Castro, UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
Mestrando em Ciências da Comunicação pelo Programa de Pós-Graduação Comunicação, Cultura e Amazônia da Universidade Federal do Pará (PPGCOM-UFPA). Graduado em Biblioteconomia (2016) pela Universidade Federal do Pará - Campus Belém. Pesquisador na Rede Brasileira de Preservação Digital (Rede Cariniana) - IBICT.
Luiz Eduardo Ferreira da Silva, UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA
Professor adjunto do curso de Arquivologia da Universidade Federal do Paraíba (UFPB). Doutor em Ciência da Informação - UFPB. Mestre em Ciência da Informação - UFPB. Graduado em História pela História pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB).
Alessandra Nunes de Oliveira, UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
Mestranda em Ciências da Comunicação pelo Programa de Pós-Graduação Comunicação, Cultura e Amazônia da Universidade Federal do Pará (PPGCOM-UFPA). Graduada em Biblioteconomia (2016) pela Universidade Federal do Pará.
Publicado
2018-08-28
Como Citar
Castro, J. L. de, Silva, L. E. F. da, & Oliveira, A. N. de. (2018). Construções intersubjetivas na prática bibliotecária: reflexões. Informação & Sociedade: Estudos, 28(2). Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/37981
Seção
Relatos de Pesquisa