Pressupostos da Teoria Ator-Rede para os estudos das práticas informacionais

Palavras-chave: Estudos de usuários, Práticas informacionais, Abordagem social, Sociologia associativa, Bruno Latour

Resumo

A investigação na perspectiva das práticas informacionais dos sujeitos está contemplada na abordagem social dos Estudos de usuários da informação. Incipiente no campo em relação as abordagens tradicional e cognitiva, a abordagem social compreende que a interação das pessoas ao lidar com a informação caracteriza-se por uma construção contínua em busca de interesses permanentes a partir de um imbricamento entre o individual e o coletivo. Nessa perspectiva, essas construções podem parecer “opacas” ou “invisíveis”, porém possíveis de serem apreendidas conforme a adoção de aspectos teóricos e metodológicos específicos e múltiplos devido a sua complexidade. No presente artigo faz-se a apropriação de pressupostos da teoria de Bruno Latour referente a sociologia associativa, a fim de ressaltar o aspecto construtivo das ações dos sujeitos ao lidarem com a informação, articulando as “fontes de incertezas” metodológicas destacadas pelo autor para compreender o social uma relação informacional, possibilitando identificar e propor elementos analíticos para pesquisas com essa abordagem. Conclui-se que a apropriação da sociologia associativa, colabora para as investigações que adotam a abordagem social como associativa, de natureza construtivista, capaz de integrar as outras abordagens, se distanciando da ideia de separação entre os elementos da ação que a compõe.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ilemar Christina Lansoni Wey Berti, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
Aluna regular do Programa de Pós - graduação em Ciência da Informação, em nível de Doutorado, na Universidade Federal de Minas Gerais (2014 - 2018) - bolsista CAPES. Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Estadual de Londrina.
Carlos Alberto Ávila Araújo, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
Vice-presidente da ANCIB - Associação Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação. Graduado em Jornalismo (1996), mestre em Comunicação Social (2000) e doutor em Ciência da Informação (2005) pela UFMG. Pós-doutor pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto (2011). Foi Editor Adjunto da revista Perspectivas em Ciência da Informação (1413-9936) de 2007 a 2011 e de 2013 e 2015. Fez parte, em 2008, da Comissão de planejamento e desenvolvimento do projeto pedagógico do curso de graduação em Arquivologia da UFMG e, em 2009, foi presidente da Comissão de planejamento e desenvolvimento do projeto pedagógico do curso de Museologia da UFMG. Foi membro da diretoria da Abecin. Atua nas áreas de Epistemologia da Ciência da Informação e suas relações com a Arquivologia, a Biblioteconomia e a Museologia, Estudos de Usuários da Informação.
Publicado
2018-08-28
Como Citar
Wey Berti, I. C. L., & Araújo, C. A. Ávila. (2018). Pressupostos da Teoria Ator-Rede para os estudos das práticas informacionais. Informação & Sociedade: Estudos, 28(2). Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/38024
Seção
Comunicações de Trabalhos/Pesquisas em Andamento