Notação de autor: uso da menção nominal

Resumo

Relata os resultados de pesquisa descritiva, de abordagem qualitativa, realizada por meio de estudo e análise da literatura relativa à menção nominal, que consiste no uso das três primeiras letras do sobrenome do autor para construção da notação de autor, que integra o número de chamada. Observou-se que o tema é pouco tratado na literatura, nacional e estrangeira, e quando isso acontece é de forma superficial. Recorreu-se aos documentos originais de Louis Stanley Jast (1868-1944), autor que propôs, pela primeira vez, o uso da menção nominal. Assim, este estudo descreve a metodologia proposta por Jast (1901a, 1901b) para a construção da menção nominal, incluindo orientações para autores cujos sobrenomes iniciam com as mesmas letras, a marca da obra, obras de ficção, exemplares, obras relacionadas. A literatura da área foi também resgatada e consolidada, bem como apontados pontos positivos e negativos da metodologia de Jast.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rita de Cássia do Vale Caribé, Professor Adjunto Faculdade de Ciência da Informação Universidade de Brasília

Graduação em Biblioteconomia, UFMG, 1979; Mestrado em Biblioteconomia e Documentação, UnB, 1989; Doutorado em Ciência da Informação, UnB, 2011. Aposentada do IBAMA e Professora Adjunta da UnB

Publicado
2020-04-15
Como Citar
Caribé, R. de C. do V. (2020). Notação de autor: uso da menção nominal. Informação & Sociedade: Estudos, 30(2). https://doi.org/10.22478/ufpb.1809-4783.2020v30n2.50399
Seção
Relatos de Pesquisa