As práticas de avaliação de documentos nos arquivos federais da Alemanha

Resumo

Várias discussões teóricas, práticas e metodológicas são produzidas sobre a avaliação de documentos em diferentes países. A Alemanha tem vasta tradição na área de arquivos e contribuiu de maneira notável em matéria de avaliação. Apesar disso, o país produz pouca literatura em outras línguas refletindo sobre sua experiência, o que se reflete na divulgação internacional da Arquivologia daquele país. Objetiva-se discorrer neste trabalho sobre a avaliação de documentos no âmbito dos Arquivos Federais da Alemanha (Bundesarchiv), que se justifica por ampliar informações arquivísticas de um país com uma rica produção sobre arquivos pouco difundida no Brasil. A pesquisa é qualitativa, de caráter exploratório e a metodologia utilizada foi a pesquisa bibliográfica e a aplicação de questionário. Constatou-se a existência de diferentes abordagens nas esferas da administração pública, que mostram mais uma vez que estudar a função avaliação não é uma tarefa simples de se pensar, muito menos de se praticar, mas que é fundamental conhecer e debater sobre outras formas de executá-la tanto em diferentes níveis estruturais/organizacionais como em função dos diferentes contextos históricos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Juliana Nunes da Silva, UFMG

Possui graduação em História pela Universidade Federal de Ouro Preto (1990), especialização em Organização de Arquivos pela Universidade de São Paulo (1991), mestrado (2002) e doutorado (2009) em História pela Universidade Federal de Minas Gerais. É professora associada de Arquivologia do Departamento de Teoria e Gestão da Informação da Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais. Tem experiências profissionais nas áreas de Arquivologia e História, trabalhando principalmente com os seguintes temas: memória e história institucional, ações educativas em arquivos, política de acesso e difusão em arquivos e história das instituições arquivísticas. Líder do grupo de pesquisa Arquivos, Educação e Práticas de Memória: diálogos transversais.

Ivana Denise Parrela, UFMG

Possui graduação em História pela Universidade Federal de Ouro Preto (1990), especialização em Organização de Arquivos pela Universidade de São Paulo (1991), mestrado (2002) e doutorado (2009) em História pela Universidade Federal de Minas Gerais. É professora associada de Arquivologia do Departamento de Teoria e Gestão da Informação da Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais. Tem experiências profissionais nas áreas de Arquivologia e História, trabalhando principalmente com os seguintes temas: memória e história institucional, ações educativas em arquivos, política de acesso e difusão em arquivos e história das instituições arquivísticas. Líder do grupo de pesquisa Arquivos, Educação e Práticas de Memória: diálogos transversais.

Publicado
2020-06-27
Como Citar
Silva, M. J. N. da, & Parrela, I. D. (2020). As práticas de avaliação de documentos nos arquivos federais da Alemanha. Informação & Sociedade: Estudos, 30(2). https://doi.org/10.22478/ufpb.1809-4783.2020v30n2.52067
Seção
Comunicações de Trabalhos/Pesquisas em Andamento