ISOMORFISMO E PRÁTICAS DE GESTÃO DE CUSTOS: UM ESTUDO EMPÍRICO ENTRE EMPRESAS DO PORTO DIGITAL A PARTIR DA TEORIA INSTITUCIONAL

  • Antônio André Cunha Callado Professor Associado do Departamento de Administração da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)
  • Aldo Leonardo Cunha Callado Professor Adjunto do Departamento de Finanças e Contabilidade/UFPB
  • Moisés Araújo Almeida Professor Assistente do Núcleo de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Sergipe (UFS)
Palavras-chave: Gestão de Custos, Custos, Teoria Institucional.

Resumo

As práticas gerenciais relativas aos custos abrangem diversos aspectos inerentes à apuração, registro, controle e suporte para a tomada de decisão. O objetivo deste artigo foi investigar a presença de isomorfismo dentre os principais aspectos da gestão de custos no âmbito de empresas do setor de informática localizadas no Porto Digital. Para a realização dessa pesquisa foram analisadas 30 empresas e a coleta de dados foi realizada através de entrevistas estruturadas. Foram utilizadas distribuições condicionais de freqüência para construir as tabelas de distribuição conjunta, tanto para apresentar os resultados obtidos quanto para realizar o teste qui-quadrado em busca de resultados estatisticamente significativos (p=0,05 ou menor) para descartar a presença de isomorfismo. Os resultados obtidos demonstram a presença isomorfismo para a maioria das práticas gerenciais consideradas no âmbito das empresas pesquisadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-06-25
Como Citar
Callado, A. A. C., Callado, A. L. C., & Almeida, M. A. (2014). ISOMORFISMO E PRÁTICAS DE GESTÃO DE CUSTOS: UM ESTUDO EMPÍRICO ENTRE EMPRESAS DO PORTO DIGITAL A PARTIR DA TEORIA INSTITUCIONAL. Perspectivas Em Gestão & Conhecimento, 4(1), 204-217. Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/pgc/article/view/15928
Seção
Relatos de Pesquisa | Research Articles