O CONHECIMENTO ORGANIZACIONAL: PRODUTO OU PROCESSO?

  • Patricia de Sá Freire Universidade do Extremo Sul Catarinense
  • Fernando José Spanhol Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: Conhecimento Organizacional, Organizações Intensivas em Conhecimento, Ativos Intangíveis, Capital Intelectual.

Resumo

Este estudo objetiva compreender como uma empresa pode mapear e identificar com mais precisão e agilidade o conhecimento visto que este é construido na mente humano, bem como gerenciá-lo de maneira a diminuir os riscos da sua transferência e integração entre pessoas, entre sistemas ou entre pessoas e sistemas. Para tal, foi elaborado o estado da arte sobre o termo “conhecimento”, entendendo seus processos com base em uma pesquisa qualitativa mediante revisão sistemática da literatura que levou a um amplo levantamento bibliográfico e documental. Os resultados alcançados por esta pesquisa apresentam a origem e evolução dos significados do termo, descreve o seu processo de construção na mente humana; a epistemologia disciplinar; alcança o posicionamento do conhecimento enquanto ativo organizacional e, finalmente entende o novo conceito conhecimento como um dos elementos intangíveis do capital intelectual, descortinando o caminho para atender ao objetivo deste estudo.

Biografia do Autor

Patricia de Sá Freire, Universidade do Extremo Sul Catarinense
Doutora em Engenharia e Gestão do Conhecimento pela Programa de Engenharia e Gestão do Conhecimento/ UFSC (2013). Mestre em EGC/UFSC (2010). É professora da UNESC para as disciplinas:Administração de Pessoas, Metodologia de Pesquisa Interdisciplinar, Desenvolvimento e Inovação e, Gestão da Informação e Conhecimento. É membro do IGMEP-Instituto de Gestão de Mudanças Estratégicas e Pessoas. Tem mais de 50 artigos científicos publicados em congressos nacionais e internacionais, periódicos e capítulos de livros. Ganhou o primeiro lugar geral do Prêmio de Mérito Acadêmico do Programa de Pós Graduação EGC/UFSC em 2009 e o primeiro prêmio para a área de gestão do conhecimento em 2010. Por dois anos seguidos 2011 e 2012 foi escolhida como um dos cinco executivos de excelência em gestão do conhecimento no Brasil pelo MAKE Award Brasil. Possui graduação em Pedagogia, com habilitação em Tecnologias da Educação, pela PUC/RJ (1986). É especialista em Marketing pela ESPM/RJ(1987) e em Psicopedagogia pela UCB/RJ (2006). O foco de seus estudos, pesquisas, ensino e consultorias tem sido a interação, integração, interconexão e interdependência de pessoas, grupos, organizações e empresas para a criação do "novo". Assim, tem dialogado com os seguintes temas: quebra de paradigmas e visões multiparadigmáticas; administração de marketing e inteligência competitiva; gestão de e para a inovação; governança corporativa em empresas familiares e de dono; capital intelectual e seus ativos intangíveis;planejamento estratégico; integração de ativos intangíveis em fusões e aquisições, desenvolvimento organizacional para a inovação e promoção do tripé para a inovação (estado-universidade-empresa). Para as Universidades, especificamente, o foco tem sido a metodologia de pesquisa interdisciplinar e a otimização do processo de produções científicas de qualidade.
Fernando José Spanhol, Universidade Federal de Santa Catarina
Doutorado e Mestrado em Midia e Conhecimento pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); Graduação - Pedagogia pela UNOCHAPECO. Atualmente é Servidor Publico e Professor do PPEGC/UFSC nas disciplinas de Introdução a Educação a Distância e Organizações Intensivas em Conhecimento. Orientador nas linhas de pesquisa: Mídia e Conhecimento e Gestão do Conhecimento. É Conselheiro Ciêntifico da ABED ( Associação Brasileira de Educação a Distancia); Avaliador da Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância - (RBAAD) Avaliador Ad-Hoc para Educação a Distância do INEP; CAPES/UAB e CEE-SC. Já atuou como Vice Reitor Convidado na Universidade Estadual do Tocantins; Chefe da Assessoria Técnica da Fundação Radiodifusão Educativa do Estado do Tocantins; Cordenador UAB; Gerente Executivo do LED/DeGC/UFSC (Laboratorio de Educação a Distância); Diretor da ABED (Associação Brasileira de Educação a Distância); Chefe do Serviço de Expediente do DeGC/UFSC (Departamento de Engenharia do Conhecimento); Supervisor do LANTEC/CED/UFSC; Diretor técnico da TV FLORIPA - NET Fpolis; Coordenador do Pólo da ABED/SC; Professor no curso de pedagogia da UNIVALI. Atua em educação a distância desde a década de 90, tendo concluído orientações em TCC, especialização, dissertação e tese; Integrou em mais de 60 bancas de defesa de monografia, dissertação de Mestrado e tese de Doutorado; Participação em mais de 50 comissões de avaliação e credenciamento para Educação a Distância da SESU; SEED; INEP; CAPES/UAB e CEE-SC Áreas de pesquisa: Projeto, Gestão e Legislação de Educação a Distância, Desenho Educacional, Sistemas de Tele/Videoconferência, Tecnologia Educacional, TV digital, Convergência de Mídias, Educação Continuada, Educação de Adultos, Teorias de Aprendizagem, Midia e Conhecimento, Gestao do Conhecimento.
Publicado
2014-01-25
Seção
Artigos de Revisão | Review Articles