ONTOLOGIA COMO UM ARTEFATO DA ARQUITETURA DA INFORMAÇÃO PARA A REPRESENTAÇÃO DO CONHECIMENTO ORGANIZACIONAL

  • Sônia de Carvalho Palhares Beira Caixa Econômica Federal
  • André Henrique de Siqueira Banco Central do Brasil
  • Edilson Ferneda Universidade Católica de Brasília
  • Hércules Antonio do Prado Universidade Católica de Brasília
Palavras-chave: Ontologia, Arquitetura da Informação, Gestão do Conhecimento, Tecnologia da Informação.

Resumo

Este trabalho teve por objetivo fundamentar teoricamente o processo de modelagem de informações organizacionais na forma de ontologias. Utilizaram-se as contribuições da Arquitetura da Informação, enquanto disciplina científica para a construção de ontologias organizacionais. É proposto um processo de elaboração de ontologias, cuja principal vantagem é prover um conjunto de diretrizes para a construção de ontologias, com propriedades de um construto científico, incluindo completude ao artefato, no que tange às características desejáveis. Serviu-se do Método de Arquitetura da Informação Aplicada (MAIA) para a condução do processo de construção de ontologias. Um estudo de caso foi desenvolvido no domínio financeiro. O principal resultado foi o mapeamento das contribuições do CPAI em recomendações de uso para a construção de ontologias de domínio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sônia de Carvalho Palhares Beira, Caixa Econômica Federal
Mestre em Gestão do Conhecimento e tecnologia da Informação
André Henrique de Siqueira, Banco Central do Brasil
Doutor e Mestre em Ciência da Informação pela UnB, possui graduação em Ciência da Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1998) e MBA em Gestão da Tecnologia da Informação. Desde 2007 trabalha como analista de sistemas no Banco Central do Brasil. É pesquisador associado do Centro de Pesquisa em Arquitetura da Informação da UnB. Especializado em Gestão da Tecnologia da Informação, atuou como gerente do projeto de software do novo modelo de Loterias na Caixa Econômica Federal. Áreas de competência incluem: Arquitetura da Informação, Engenharia de Software, Teoria Unificada da Informação, Governança Corporativa, Gestão de Conteúdos Corporativos (ECM), Gestão de Projetos, Gestão da Qualidade, Teste de Software, Segurança da Informação, Melhoria de Processos de Software, Modelagem de Processos de Negócio (BPM) e Arquitetura Orientada a Serviços (SOA).
Edilson Ferneda, Universidade Católica de Brasília
Possui graduação em Tecnologia de Computação pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (1979), mestrado em Sistemas e Computação pela Universidade Federal da Paraíba (1988) e doutorado em Computação pelo Laboratoire d'Informatique, Robotique et Microélectronique de Monpellier (LIRMM), França (1992). Atualmente é professor titular da Universidade Católica de Brasília, onde atua no Curso de Bacharelado em Ciência da Computação e no Mestrado em Gestão do Conhecimento e Tecnologia da Informação. Seus interesses incluem Inteligência Artificial e Gestão do Conhecimento.
Hércules Antonio do Prado, Universidade Católica de Brasília
Graduado em Processamento de Dados pela Universidade Federal de São Carlos (1976), Mestre em Engenharia de Sistemas e Computação pelo Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós Graduação e Pesquisa de Engenharia (1989) e Doutor em Ciências da Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2001), com estágio doutoral na University of Pittsburgh, EUA (1999). Atualmente é analista da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, docente no Mestrado em Gestão do Conhecimento e Tecnologia da Informação da Universidade Católica de Brasília, membro do Comitê Técnico da Embrapa Sede e Diretor-Técnico da Fundação de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica (Fundação Eliseu Alves). Foi membro do Conselho Curador desta mesma fundação e do corpo de avaliadores de cursos de graduação do INEP-Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas. Trabalha e desenvolve pesquisas nas áreas de gestão organizacional, planejamento estratégico, gestão do conhecimento, aprendizagem organizacional e inteligência competitiva. Possui experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Sistemas Baseados em Conhecimento, atuando principalmente em Inteligência Artificial aplicada às organizações.
Publicado
2017-12-22
Como Citar
Beira, S. de C. P., de Siqueira, A. H., Ferneda, E., & do Prado, H. A. (2017). ONTOLOGIA COMO UM ARTEFATO DA ARQUITETURA DA INFORMAÇÃO PARA A REPRESENTAÇÃO DO CONHECIMENTO ORGANIZACIONAL. Perspectivas Em Gestão & Conhecimento, 7(2), 122-159. Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/pgc/article/view/26837
Seção
Relatos de Pesquisa | Research Articles