CRIAÇÃO DO CONHECIMENTO ORGANIZACIONAL BASEADA NOS CAPACITADORES DE VON KROGH, NONAKA E ICHIJO: ESTUDO DE CASO

  • Frederico Cesar Mafra Pereira Professor do quadro permanente do Mestrado Profissional em Administração da Fundação Pedro Leopoldo (MPA-FPL/MG)
  • Elisângela Freitas da Silva Professora da UEMG/Unidade Carangola
Palavras-chave: Gestão do Conhecimento, Capacitadores para o Conhecimento, Criação do Conhecimento Organizacional

Resumo

Esta pesquisa tem como objetivo identificar e analisar quais capacitadores para a criação do conhecimento organizacional estão presentes na Granja de Suinocultura DF Pork, localizada no município de Faria Lemos, em Minas Gerais (Brasil), com base nas perspectivas de seus gestores e colaboradores. A pesquisa se caracteriza como do tipo descritiva, de caráter qualitativo, tendo o estudo de caso como o método escolhido, sendo entrevistados nove sujeitos representativos dos níveis estratégico, gerencial e operacional da empresa, selecionados através de amostra por conveniência, via roteiro semiestruturado, além do uso da técnica de observação participante. Os resultados obtidos apontam a existência de quatro capacitadores propostos por Von Krogh et al. (2001) no contexto da DF Pork: ‘instilar a visão do conhecimento’, ‘gerenciar as conversas’, ‘criar o contexto adequado’ e ‘globalizar o conhecimento local’, sendo detectada a inexistência do capacitador ‘mobilizar os ativistas do conhecimento’. Entretanto, a existência desses capacitadores acontece no nível dos indivíduos da empresa pesquisada, por meio de práticas de conversão do conhecimento isoladas, e não como condições para a criação do conhecimento em nível organizacional. Tais considerações podem servir de base para a estruturação e implementação de práticas de conversão do conhecimento em nível organizacional na DF Pork.

Biografia do Autor

Frederico Cesar Mafra Pereira, Professor do quadro permanente do Mestrado Profissional em Administração da Fundação Pedro Leopoldo (MPA-FPL/MG)
Doutor e Mestre em Ciência da Informação (ECI-UFMG), Bacharel em Economia (FACE-UFMG), Especialista em Gestão Estratégica de Marketing (CEPEAD-UFMG). Professor permanente do Mestrado Profissional em Administração da Fundação Pedro Leopoldo (FPL-MG), e professor convidado em cursos de MBA, Especialização, Programas Executivos e Mentorias na Fundação Dom Cabral (FDC), IBMEC-MG e IEC PUCMinas.
Elisângela Freitas da Silva, Professora da UEMG/Unidade Carangola
Mestre em Administração pela Fundação Pedro Leopoldo (FPL/MG)
Publicado
2018-04-30
Seção
Relatos de Pesquisa | Research Articles