A INFLUÊNCIA DO COMPORTAMENTO IMPULSIVO E PROCRASTINADOR NA TOMADA DE DECISÃO FINANCEIRA SOB A ÓTICA DA DESVALORIZAÇÃO POR ATRASO

  • André Tonin Ferrari Universidade Estácio de Sá
  • Alexandre Cappellozza Universidade Metodista de São Paulo Programa de Pós-Graduação em Administração, Comunicação Social e Psicologia
  • Elmo Tambosi Filho Universidade Metodista de São Paulo Programa de Pós-Graduação em Administração
  • Joelson Oliveira Sampaio Fundação Getulio Vargas Escola de Economia de São Paulo
Palavras-chave: Atraso, decisão, impulsividade, procrastinação.

Resumo

A compreensão dos fatores que influenciam a tomada de decisão individual em diferentes cenários é objeto de diversos estudos científicos. Alguns destes fatores como o comportamento impulsivo e o comportamento procrastinador podem ser fundamentais para que o indivíduo aceite, ou não, desvalorizar determinado valor. Este estudo analisou como estes fatores impactam na tomada de decisão de ofertas promocionais sob diferentes prazos. Por meio de uma abordagem de investigação quantitativa e experimental, os dados foram coletados pela aplicação de um instrumento de pesquisa com obtenção da resposta de 410 respondentes. Os resultados obtidos por esta pesquisa confirmam a influência da procrastinação no processo de tomada da decisão financeira individual em cenários aversivos de oferta. Conclui-se que o comportamento procrastinador afeta a tomada de decisão, conduzindo o indivíduo a não desvalorizar o atraso determinado nos prazos. Além disso, constatou-se que o comportamento impulsivo não ficou evidenciado como componente que possa impactar na decisão financeira do indivíduo nas mesmas ofertas apresentadas aos respondentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Tonin Ferrari, Universidade Estácio de Sá
Mestre em Administração pela Universidade Metodista de São Paulo, Brasil. Professor da Universidade Estácio de Sá, Brasil.
Alexandre Cappellozza, Universidade Metodista de São Paulo Programa de Pós-Graduação em Administração, Comunicação Social e Psicologia
Doutor em Administração pela Fundação Getúlio Vargas, Brasil. Professor da Universidade Metodista de São Paulo, Brasil.
Elmo Tambosi Filho, Universidade Metodista de São Paulo Programa de Pós-Graduação em Administração
Doutor em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil. Professor da Universidade Metodista de São Paulo, Brasil.
Joelson Oliveira Sampaio, Fundação Getulio Vargas Escola de Economia de São Paulo
Doutor em Administração pela Fundação Getúlio Vargas, Brasil. Professor da Fundação Escola de Comércio Álvares e da Fundação Getúlio Vargas, Brasil.
Publicado
2019-04-22
Como Citar
Ferrari, A. T., Cappellozza, A., Filho, E. T., & Sampaio, J. O. (2019). A INFLUÊNCIA DO COMPORTAMENTO IMPULSIVO E PROCRASTINADOR NA TOMADA DE DECISÃO FINANCEIRA SOB A ÓTICA DA DESVALORIZAÇÃO POR ATRASO. Perspectivas Em Gestão & Conhecimento, 9(1), 101-121. https://doi.org/10.21714/2236-417X2019v9n1
Seção
Relatos de Pesquisa | Research Articles