Violência e poder: o conceito de Estado de Exceção para Walter Benjamin e algumas de suas implicações na Filosofia Política contemporânea

Autores

  • André Ricardo Dias Santos

Palavras-chave:

Direito, Estado de exceção, Poder

Resumo

No presente artigo pretendemos discorrer sobre o conceito de estado de exceção e aqueles seus conexos, quais sejam, os conceitos de soberania, violência e Estado. Para tanto, tomamos por paradigma o pensamento político do filósofo Walter Benjamin, especificamente naqueles escritos em que tal tema é desenvolvido, não sem observar, contudo, e de acordo com o nosso alcance, o conjunto de sua obra. Reconhecendo na atualidade a persistência desta forma política, procuramos relacionar as primeiras obras em que o filósofo alemão trouxe à crítica política o tema com os pensamentos de Giorgio Agamben e Annie Dymetman, dois dos expoentes desta discussão na atualidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-04-24

Como Citar

SANTOS, A. R. D. Violência e poder: o conceito de Estado de Exceção para Walter Benjamin e algumas de suas implicações na Filosofia Política contemporânea. Prim Facie, [S. l.], v. 9, n. 16, p. 102–120, 2011. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/primafacie/article/view/6970. Acesso em: 20 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos