Netflix, TV expandida e intermidialidade em Stranger Things e 3% - três por cento

Isabela Norton

Resumo


A Netflix vem ocupando um espaço considerável no consumo de audiovisual. De uma companhia de entregas de DVDs à maior plataforma de streaming do mundo, a empresa vem se aproveitando de estratégias de uso do ciberespaço para atingir o público. A intermidialidade e transmídia, presentes em muitas das divulgações das séries Originais Netflix são exploradas no presente artigo. As séries Stranger Things e 3% foram usadas como estudos de caso para exemplificar as questões pertinentes ao tema. Foi traçado um panorama dos processos comunicacionais que a plataforma desenvolveu para o lançamento e posterior manutenção da audiência participativa. A plataforma, que se utiliza das potencialidades do ciberespaço, trabalhou com engajamento e uma linguagem para público específico e questões de identificação, que criam formas de participação e de interação e acionam diferentes telas.

Palavras-chave: Audiovisual. Netflix. Séries. Ficção seriada. Intermidialidade


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22478/ufpb.1807-8931.2018v14n2.38336

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


___________________________________________________________________________________________________________


Periódico indexado nas seguintes bases de dados:
           
_
__________________________________________________________________________________________________________