Corpo, comunicação e construção imagética: uma análise discursiva sob a perspectiva de gênero

  • Mônica Schreiber
Palavras-chave: Corpo, Dança, Linguagens, Híbrido.

Resumo

A pesquisa tem como tema a análise de obras de arte que representam corpos em movimento (corpos dançantes) nos acervos públicos de Curitiba. O questionamento central desenvolvido ocorreu em torno da maneira pela qual o corpo dançante é reconhecido nas representações artísticas e a partir de qual momento ele torna-se um objeto comunicacional híbrido entre artes visuais e dança. Foram realizadas coletas de dados dos acervos do Museu Oscar Niemeyer, Museu de Arte Contemporânea, Museu de Gravura, Museu de Fotografia e Museu Metropolitano de Arte. Das imagens encontradas, quinze foram selecionadas contendo corpos em movimento. Definiu-se aqui para a seleção de obras o corpo dançante como um corpo em movimento que intuitivamente promove a ação em uma continuidade espacial e ainda contém uma reflexão sobre aquilo que experimenta em sua representação. As obras pertencem a diferentes linguagens das artes visuais, das quais são: desenho, pintura, fotografia e gravura.

Publicado
2020-06-12
Seção
Artigos