“Heaven Is a Place On Earth”: o imaginário do post mortem e a representação da heterotopia em “San Junipero”, de “Black Mirror”

Thiago Pereira Alberto

Resumo


O presente artigo examina inicialmente a noção de imaginário a partir de breves notações sobre as representações que os discursos da ciência e da religião oferecem para a ideia do fim da vida, ou à possibilidade de expandi-la continuamente. Partindo desta avaliação, buscamos explicitar como a mídia fermenta constantemente estes imaginários e assume o papel de ampliar e propagar, simbolicamente, expressões de crenças compartilhadas socialmente. Como objeto de estudo, investigamos o episódio “San Junipero”, da série “Black Mirror” da Netflix, analisada aqui como a realização ficcional de um possível espaço heterotópico, a partir do conceito sugerido por Michel Foucault (2001) a respeito de utopias realizáveis, e que tensiona, em sua representação audiovisual, estes dois imaginários sociais sobre o post mortem.

Palavras-chave: Black Mirror. Heterotopias. Imaginário. Mídia.

Texto completo:

PDF


UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA / CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES - PPGC/UFPB