Manutenção de expertise: uma abordagem interdisciplinar baseada em aprendizado, conhecimento e memória organizacionais

Maurício Barcellos Almeida, Renata Maria Abrantes Baracho Porto

Resumo


Atuando em ambientes cada vez mais competitivos, as organizações têm adotado a terceirização como alternativa para redução de custos. Tal processo, que envolve o repasse de atividades não essenciais a outras organizações, tornou-se uma prática comum. Entretanto, se adotada indiscriminadamente, a terceirização resulta em perda de expertise e em deficiência na produção de conhecimento pela organização. O presente artigo destaca a necessidade da adoção de práticas que mantenham a identidade da organização, a despeito da terceirização, como forma de garantir sua sobrevivência em longo prazo. A partir da ideia de que as organizações são capazes de aprender, produzir e reter conhecimento apresenta-se um panorama que abrange contribuições da psicologia, da sociologia e da administração. Conclui-se pela necessidade de criação de uma linguagem organizacional como forma de reter conhecimento na organização.

Palavras-chave


Gestão do conhecimento; Linguagem organizacional; Recuperação da informação, representação da informação.

Texto completo:

PDF



Informação & Sociedade: Estudos - ISSN: 1809-4783