Objetos de cultura popular: reflexões sobre a curadoria digital

Ediane Toscano Galdino Carvalho

Resumo


Preservar objetos tridimensionais da cultura popular é preservar a memória social e a história de um povo que, mesmo marginalizado, é partícipe na construção da sociedade. A fim de facilitar e ampliar o acesso a esses objetos e às informações sobre os mesmos, diversas alternativas estão sendo construídas desde a fase de tratamento dos dados com a entrada de metadados, a digitalização, a visualização espacial em 3D, entre outras formas que possibilitam a eficiência e eficácia do acesso aos objetos. A migração dos dados para o ambiente digital ainda traz inquietações com relação às perdas de informações causadas por processos de digitalização, descrição e/ou preservação digital realizados de maneira adhoc. Neste cenário, o objetivo desse artigo é trazer reflexões acerca da curadoria digital de objetos tridimensionais da cultura popular, com foco na etapa de Descrição /Representação da informação desses objetos. Essa é uma pesquisa de cunho teórico e descritivo, buscando nas reflexões apontar caminhos para um entendimento sobre a curadoria e sua influência na preservação digital, no contexto do uso do ciclo de vida da curadoria digital do Digital Curation Centre (DCC), que abrange as etapas do ciclo de vida dos objetos e facilitam a adequação a cada instituição.  As reflexões são abordadas sob a concepção do objeto musealizado, tendo na museologia caminhos possíveis para a descrição do referido tipo de objeto. A etapa de descrição para objetos de cultura popular deve ser bem planejada e os metadados bem definidos visando à recuperação com qualidade de imagens, sem perdas na integridade e abrangendo características que colaborem com o registro da originalidade e autenticidade do objeto e de sua contextualização histórica. Para tanto, são apresentadas recomendações no processo de descrição na curadoria digital.

 


Palavras-chave


Curadoria Digital

Texto completo:

PDF

Referências


ABBOT, Dayse. What is digital curation? DCC Briefing Papers: Introduction to Curation. Edinburgh: Digital Curation Centre. 2008. Disponível em: . Acesso em: 02 abr. 2019

ALMEIDA FILHO, A. Sociedade e cultura em evolução. Campinas, SP: Edicamp, 2004.

BAUDRILLARD, J. O sistema dos objetos. São Paulo: Perspectiva, 1973.

BURKE, P. Cultura popular na idade moderna: Europa, 1500-1800. Trad. Denise Bottman. São Paulo: Companhia das Letras, 2010. Disponível em: . Acesso em: 14 de mar. de 2019.

CONWAY, P. Preservação no universo digital. 2. ed. Rio de Janeiro: Projeto Conservação Preventiva em Bibliotecas e Arquivos, 2001. Versão digitalizada.

DCC. DIGITAL CURATION CENTRE. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2019.

_______. The DCC Curation Lifecycle Model. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2019.

FERREZ, H. D. Documentação Museológica: teoria para uma Boa Prática. In: FÓRUM DE MUSEUS DO NORDESTE, 4. Anais... Recife, 1991. Disponível em: Acesso em: 05 jan. 2019.

GRAMSCI, A. A formação dos intelectuais. In:_____ Os intelectuais e a organização da cultura. 3. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1979, p. 03 23.

LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico. 26 reimp. Rio de Jan., Zahar, 2014.

MARCONDES, C. H. Interligando acervos digitais na Web em arquivos, bibliotecas e museus. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL ARQUIVOS DE MUSEUS E PESQUISA: humanidades e interfaces digitais, 3., 2013, São Paulo. Anais... São Paulo: Grupo de Trabalho Arquivo de Museus e Pesquisas, 2013. p. 9-30.

MARTELETO, R. M. Lugar da cultura no campo de estudos da informação: cenários prospectivos. In: LARA, M. L. G.; FUJINO, A.; NORONHA, D. P. (Org.) Informação e contemporaneidade: perspectivas. São Paulo: Néctar; ECA/USP, 2007, p. 13-26.

MENEZES, Ulpinano T. Bezerra de. A história, cativa da memória? Par um mapeamento da memória no campo das Ciências Sociais. Rev. Inst. Est. Bras. São Paulo, v. 34, p. 9-24, 1992.

______. Os paradoxos da Memória In: MIRANDA, Danilo Santos de. Memória e Cultura: a importância na formação cultural humana. São Paulo: SESC, SP, 2007. p. 13-33.

MILLER, Daniel. Trecos, troços e coisas: estudos antropológicos sobre a cultura material. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

MONTEIRO, J.; LARA, M. G. L. de. A noção de documentação em museus nas normas SPECTRUM e CIDOC/ICOM. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 15, 2013, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: UFMG, 2014.

ORTIZ, Renato. Notas históricas sobre o conceito de cultura popular. 1988.

OTLET, P. Tratado de documentação: o livro sobre o livro. Teoria e prática. Brasília: Briquet de Lemos, 2018. E-book.

REALE, M. Paradigmas da cultura contemporânea. São Paulo: Saraiva, 1996.

ROSSI, Paolo. O passado, a memória o esquecimento: seis ensaios da história das ideias. Trad. Nilcom Moulim. São Paulo: Editora UNESP, 2010.

SANTOS, J. L. dos. O que é cultura. 14. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. (Coleção Primeiros Passos, 110).

SAYÃO, L. F.; SALES, L. F. Patamar para preservação de dados digitais de pesquisa. Inf. & Soc.:Est., João Pessoa, v.22, n.3, p. 179-191, set./dez. 2012.

SIEBRA, S.de A et al. Curadoria digital: além da questão da preservação digital. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 14. 2013. Anais... Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2019.

SIEBRA, S. de A. ; BORBA, V. da R.; MIRANDA, M. K. F. de Oliveira. Curadoria Digital: um termo interdisciplinar. Informação & Tecnologia (ITEC), Marília/João Pessoa, v.3, n.2, p.21-38, jul./dez. 2016. Disponível em: . Acesso em: 03 jan. 2019.

SILVA, F. M. de O.; SIEBRA, S. de A. Análise de modelos de ciclos de vida para curadoria de objetos digitais. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO(ENANCIB), 28. Marília, 2017.

THOMPSON, E. P. Folclore, antropologia e história social. Trad. Antonio Luigi Negro. In: _______.As peculiaridades dos ingleses e outros artigos. Org. Antonio Luigi Negro e Sergio Silva. Campinas: Ed. da UNICAMP, 2001, p. 227-267.

THOMPSON, E. P. Introdução: costume e cultura; Patrícios e plebeus; Tempo, disciplina de trabalho e capitalismo industrial In: — Costumes em comum. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. p. 13-24.

TIBBO, H. R.; HANK, C.; LEE, C. A. Challenges, curricula, and competencies: researcher and practitioner perspectives for informing the development of a digital curation curriculum. In: ARCHIVING 2008, Bern, 2008. Final Program and Proceedings.

Springfield: Society for Imaging Science and Technology, 2008.

WILLIAMS, R. Cultura. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992. 239 p.

ZORICH, D. Report of the summit on digital curation in art museums. 2015. Washington, DC: Universidade Johns Hopkins (JHU) . https://advanced.jhu.edu/wp-content/uploads/2016/04/digitalCuration_summitReport10_2015.pdf




DOI: https://doi.org/10.22478/ufpb.2318-6186.2019v6n2.47107

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Todos os originais publicados no Periódico Archeion Onlline estão disponibilizados de acordo com a Licença Creative Commons 3.0 Brasil (obrigatoriedade de atribuição de créditos/vedado uso comercial/vedada criação de obras derivadas/permitida citação referenciada).