Processos metodológicos e direcionamentos didáticos para o estudo da trompa a partir do material “Prá se Gostar de Tocar Trompa – 18 Estudos Concertantes para Trompa Solo”

Autores

  • Radegundis UFRN
  • Celso José Rodrigues Benedito Universidade Federal da Bahia

Palavras-chave:

Trompa, Prática instrumental, Criatividade, Estudos Concertantes para Trompa Solo

Resumo

A partir da análise de material não publicado elaborado pelo trompista xxxx xxxxxxx, intitulado “Prá se Gostar de Tocar Trompa – 18 Estudos Concertantes para Trompa Solo”, elencamos direcionamentos metodológicos para instrumentistas que busquem desenvolver habilidades técnico-interpretativas que em muitos casos não são diretamente trabalhadas ou contempladas com mais ênfase no ensino de instrumento, principalmente relacionadas a aspectos criativos. O foco foram os processos de aprendizagem do trompista, entretanto, metodologicamente, é possível aplicar os parâmetros abordados no estudo de outros instrumentos. A fundamentação teórica consiste em estudos que problematizaram aspectos técnico-interpretativos da trompa, que foram utilizados para fundamentar a abordagem apresentada em torno dos estudos contemplados pela pesquisa. Além da bibliografia utilizada, foi realizada entrevista com o autor do material analisado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

FEITOSA, Radegundis Aranha Tavares. O ensino de trompa: um estudo dos materiais didáticos utilizados no processo de formação do trompista. João Pessoa. 2013. 115f. Dissertação (Mestrado em Música) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2013.

FEITOSA, Radegundis Aranha Tavares. Música brasileira popular no ensino da trompa: Perspectivas e possibilidades formativas. 2016. 167p. Tese (Doutorado em Música). Centro de comunicação turismo e artes. Universidade Federal da Paraíba. João Pessoa, 2016.

HUIZINGA, Johan. Homo Ludens: o jogo como elemento de Cultura. 9ª ed ver. E atual. São Paulo/ Editora Perspectiva, 2019.

LIMA, André Cunha. A trompa e a música brasileira popular na Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. 2018. Dissertação (Mestrado em Música). Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal, 2018.

MAFFIOLETTI, Leda. Aprendizagens sociais propiciadas pela música na infância. Educação Musical Infantil. Salvador: PPGMUS/UFBA, pp.60-73, 2011.

SANTIAGO, Diana. Memória e Aprendizado musical: a Psicologia Cognitiva na Sala de Aula, p. 115-144.Trânsito entre fronteiras na Música. Belém/Editora PPGARTES, 2013.

SILVA, Robson Gomes da. Obras para trompa compostas por Marcílio Onofre e Orlando Alves: Características técnico-interpretativas e direcionamentos pedagógicos. 2018. 144p. Dissertação (Mestrado em Música). Escola de Música. Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal, 2018.

SOARES, Adalto. Orquestra de metais Lyra Tatuí: a trajetória de uma prática musical de excelência e a incorporação de valores culturais e sociais. 2018. 253p. Tese (Doutorado em Música). Escola de Música. Universidade Federal da Bahia. Salvador, 2018.

SOARES, Lucca Zambonini. Balada para Trompa em Fá e Piano de Almeida Prado. Edição crítica e preparação técnica. 2018. 195p. Tese (Doutorado em música) Instituto de Artes. Universidade Estadual de Campinas. Campinas, SP, 2017.

Downloads

Publicado

2022-07-27

Como Citar

RADEGUNDIS; RODRIGUES BENEDITO, C. J. Processos metodológicos e direcionamentos didáticos para o estudo da trompa a partir do material “Prá se Gostar de Tocar Trompa – 18 Estudos Concertantes para Trompa Solo”. The Brazilian Trombone Association Journal, [S. l.], v. 3, n. 2, 2022. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/btaj/article/view/60335. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos: Pedagogia dos Metais