Experimentação da narrativa em documentários de periferia

Autores

  • Gustavo SOUZA

Resumo

As análises dos documentários Tempo-tempo (Kinoforum, 2008) e No cruzamento dos eixos (Oficina de Imagem Popular, 2006), feitos em oficinas de realização audiovisual voltadas para moradores das periferias de São Paulo e Brasília, respectivamente, indicam que a experimentação no cinema de periferia relaciona-se à exploração de três importantes aspectos: os recursos da câmera, as possibilidades narrativas e os inúmeros elementos do espaço urbano. Diferentemente do cinema experimental, cuja intenção é subverter ou retrabalhar modelos cinematográficos preexistentes, o experimento no cinema de periferia é fruto de um exercício em que a prática e sua repetição revelam arranjos inéditos para imagens e sons, revertendo-se, portanto, como uma importante ferramenta metodológica em tais oficinas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-12-09

Como Citar

SOUZA, G. Experimentação da narrativa em documentários de periferia. Culturas Midiáticas, [S. l.], v. 4, n. 2, 2011. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/cm/article/view/11653. Acesso em: 29 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos