Imagens simbólicas:

a inscrição de padrões imagéticos no fotojornalismo

Autores

  • Eliane de Oliveira PPGC/UFPB
  • Paulo Cesar Boni

Palavras-chave:

Imagens simbólicas, Padrões imagéticos, Fotojornalismo, Legibilidade, Intencionalidade fotográfica

Resumo

Neste trabalho analisamos a inscrição de padrões imagéticos no fotojornalismo, como forma de verificar de que modo algumas imagens tornaram-se simbólicas e constituíram-se em padrões de representação. Considerando a afirmação de Edgar Morin (1970) de que a fotografia é uma imagem física, com a riqueza duma imagem psíquica, acreditamos que algumas imagens adquirem status de símbolo representacional e passam a ser perseguidas, conscientemente ou não, por fotojornalistas a fim de atenderem ao princípio de legibilidade. Foram selecionadas quatro imagens de veículos distintos que, num primeiro olhar, provocaram a sensação déjà vu. Para a análise das fotografias, nos fundamentamos em estudos de Roland Barthes, Edgar Morin e Boris Kossoy, entre outros, e utilizamos a metodologia de desconstrução analítica (BONI, 2003). Nela, por meio dos recursos técnicos utilizados pelo fotógrafo no registro das imagens, é possível inferir sua intencionalidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-06-26

Como Citar

OLIVEIRA, E. de; BONI, P. C. Imagens simbólicas:: a inscrição de padrões imagéticos no fotojornalismo. Culturas Midiáticas, [S. l.], v. 8, n. 1, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/cm/article/view/24705. Acesso em: 23 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)