O QUE SERIAM FOTOGRAFIAS FAKE?

Reflexões sobre o fotográfico em narrativas de desinformação política

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2763-9398.2022v17n.64029

Palavras-chave:

Fotografia. Fake. Política.

Resumo

Este trabalho busca traçar uma proposta de definição para o que seriam “fotografias fake” a partir do prisma de suas possíveis agências na política brasileira. Interessa-nos discutir sobre como a linguagem fotográfica, que frequentemente carrega em seus usos sociais pretensões de verdade e objetividade, é usada na produção e na circulação de fake news. A partir de um levantamento realizado junto à agência de fact checking Aos Fatos, selecionamos e relacionamos fotografias fake circuladas no período eleitoral de 2018 no Brasil. Apresentaremos diferentes recursos de falsificação a partir de três categorias observadas na pesquisa: fotomontagem, descontextualização/recontextualização fotográfica e montagem texto-imagem. Por fim, arguiremos como as fotografias fake interferem na cena política com grande potência de mobilização de afetos e sentidos em narrativas e ambientes de desinformação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARTHES, Roland. A câmara clara. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984.

BORGES JUNIOR, Eli, 2019. O que é a pós-verdade? Elementos para uma crítica do conceito. In: SBPjor / Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo. vol.15. n.3. p. 524-545; dez. 2019.

CARVALHO, Rafiza. Notícias falsas ou propaganda?: Uma análise do estado da arte do conceito fake news. In: Questões Transversais – Revista de Epistemologias da Comunicação. São Leopoldo. Vol. 7. n. 13, p.21-30, jan-jun/2019.

CHAGAS, Viktor. A febre dos memes de política. In: Revista FAMECOS. Porto Alegre, v. 25, n. 1, p. 1-26, jan-abr/2018.

CHAVES, Mônica; BRAGA, Adriana. A PAUTA DA DESINFORMAÇÃO: “fake news” e análise de categorizações de pertencimento na eleição presidencial brasileira em 2018. In: SBPjor / Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo. vol.15. n.3. p. 498-523; dezembro de 2019.

DOURADO, Tatiana. Fake news: quando mentiras viram fatos políticos. Porto Alegre: Zouk, 2021.

DUBOIS, Philippe. O Ato Fotográfico e outros ensaios. Campinas: Papirus, 1993.

GOMES, Wilson; DOURADO. Fake news, um fenômeno de comunicação política entre jornalismo, política e democracia. In: Estudos em Jornalismo e Mídia. vol. 16. n. 2. p. 33-45; 2019.

KRAUSS, Rosalind. Nota sobre a fotografia e o simulacro. In: O Fotográfico. Barcelona: Gili. 2004.

MACHADO, Arlindo. A ilusão especular: uma teoria da fotografia. São Paulo: Gustavo Gili, 2015.

MONDZAIN, Marie-José; FISEROVA, Michaela. Imagem, Sujeito, Poder. Entrevista com Marie-José Mondzain. Tradução de Vinícius Nicastro Honesko. In: Outra travessia. Florianópolis. n. 22. p.175-192; ago. 2016.

MONDZAIN, Marie-José. L’image peut-elle tuer ? Montrouge: Bayard Éditions, 2015.

MACIEL, Jane. AZAMBUJA, Patrícia. Descontextualização fotográfica, desinformação e mobilização de crenças na controvérsia política do contingenciamento de verbas das universidades federais. In: COMPOLÍTICA. 9o, 2021. Anais do 9o Congresso da Associação Brasileira de Pesquisadores em Comunicação e Política. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/1-Uc_ClOOITHpp6g5JKzTHfn5WbpEer8q/view. Acesso em: 31 jul.2022.

ROUILLÉ, André. A fotografia: entre documento e arte contemporânea. São Paulo: SENAC, 2009.

SEGURADO, Rosemary. Desinformação e democracia: a guerra contra as fake news na internet. São Paulo: Hedra, 2021.

SONTAG, Susan. Sobre Fotografia. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

SOUSA, Jorge Pedro. Uma história crítica do fotojornalismo ocidental. Chapecó: Argos; Florianópolis: Letras contemporâneas, 2004.

TANDOC JR., E.; LIM, Z.W., LING, R.. Defining “Fake news”: A Typology of Scholarly Definitions. In: Digital Journalism. London. n. 6(2). p. 1-17; ago. 2017.

Downloads

Publicado

2022-12-23

Como Citar

DE SOUSA MACIEL, J. C. O QUE SERIAM FOTOGRAFIAS FAKE? Reflexões sobre o fotográfico em narrativas de desinformação política. Culturas Midiáticas, [S. l.], v. 17, p. 22, 2022. DOI: 10.22478/ufpb.2763-9398.2022v17n.64029. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/cm/article/view/64029. Acesso em: 28 maio. 2024.