SILENCIAMENTO DO DESEJO ESTÉTICO NAS ESCOLAS TOCANTINENSES: O CASO DA LITERATURA

  • Hilda Gomes Dutra Magalhaes
  • Luiza Helena Oliveira da Silva
Palavras-chave: Ensino Médio, Letramento Literário, Fruição estética.

Resumo

Neste artigo analisamos alguns aspectos das práticas de letramento de escolas tocantinenses, tendo como finalidade verificar se essas práticas estão em conformidade com as demandas do letramento literário, aqui compreendido como a aquisição de competências e habilidades para a fruição do texto. Durante as análises constatamos que as escolas não se preocupam em desenvolver uma leitura comprometida com o prazer de ler, privilegiando um tratamento didático-analítico do fenômeno literário que impede uma relação prazerosa do leitor com o texto.
Publicado
2012-02-28
Como Citar
Magalhaes, H. G. D., & da Silva, L. H. O. (2012). SILENCIAMENTO DO DESEJO ESTÉTICO NAS ESCOLAS TOCANTINENSES: O CASO DA LITERATURA. DLCV - Língua, Linguística & Literatura, 8(2), 27-36. Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/index.php/dclv/article/view/10650
Seção
Artigos