REPENSANDO ESTRUTURAS NARRATIVAS: UM RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA PEDAGÓGICA

  • Fabiano Seixas Fernandes
Palavras-chave: ficção narrativa, exposição, complicação, clímax, desenlace

Resumo

O presente artigo reporta os resultados de um experimento conduzido durante uma disciplina de Literatura em Língua Inglesa versando sobre ficção narrativa. As obras lidas foram analisadas partindo da divisão elementar exposição-complicação-clímax-desenlace—por sua vez, baseada na dicotomia desejo x obstáculo—, de modo que essa divisão (comumente ensinada porém pouco empregada como ferramenta de análise literária) fosse testada e, se necessário, reformulada ou descartada. Ao longo do semestre, foram analisadas dez narrativas em prosa e verso, pertencentes a períodos e gêneros diferentes; todas apresentaram divisão no mínimo tripartite (o clímax não se manifestou unanimemente), mas raramente na forma pura supracitada: ficou evidente que, quando em uso, expressa propriedades que a tornam funcional como princípio constitutivo da ficção narrativa, e portanto como ferramenta de análise de narrativas. O artigo relata e exemplifica essas propriedades.
Publicado
2012-02-28
Como Citar
Seixas Fernandes, F. (2012). REPENSANDO ESTRUTURAS NARRATIVAS: UM RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA PEDAGÓGICA. DLCV - Língua, Linguística & Literatura, 8(2), 59-76. Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/index.php/dclv/article/view/10771
Seção
Artigos